EFEITO DE DOSES DE GESSO NAS PROPRIEDADES QUÍMICAS DO SOLO

Natália Regina de Campos Nóia, Marcelo Jara Davalo, Adriana Aparecida Ribon, Hugo do Nascimento Wosniak

Resumo

O objetivo da pesquisa foi avaliar o efeito de doses de gesso agrícola sobre as propriedades químicas do solo com o cultivo de milheto. O experimento foi executado na Fazenda de Ensino Pesquisa da Universidade Católica Dom Bosco, num esquema de blocos casualizados com fatorial 2x4 dois tipos de solo (argiloso e arenoso), quatro doses de gesso agrícola (0, 2, 4 e 8 t ha-1) com quatro repetições, totalizando 32 parcelas. Cada parcela constou de um tubo de PVC de 200 mm x 600 mm, primeiramente preenchido com solo de acordo com os tratamentos sorteados e posteriormente instado no campo numa profundidade de 0,60 cm. A recomendação de calagem e adubação foi baseada na necessidade nutricional de uma forrageira de média exigência. Para o plantio utilizou-se a variedade ADR 500 e após a semeadura foi realizado o desbaste restando apenas duas plantas por tubo. Na colheita os tubos foram retirados do solo para coleta nas camadas de 0-20; 20-40; 40-60 cm, e enviadas ao laboratório para análise de rotina. Aos dados obtidos foi aplicada a análise de variância e teste de Tukey ao nível de 5% de probabilidade. Para as doses de gesso foi aplicada análise de regressão. Observou-se que todas as variáveis químicas dos solos estudados responderam positivamente a aplicação de gesso. Existindo diferenças nos teores entre o solo arenoso e argiloso, devido às diferenças de granulometria pela constituição mineralógica e tamponamento entre os solos.

Texto completo:

PDF