AVALIAÇÃO DA QUEBRA DE DORMÊNCIA COM USO DE NITRATO DE POTÁSSIO EM SEMENTES BRACHIARIA RUZIZIENSIS

Natália Regina de Campos Nóia, Marcelo Jara Davalo, Gustavo Brustolin, Michel Corrêa

Resumo

Algumas espécies de sementes apresentam um mecanismo de dormência que impedem seu processo germinativo, mesmo em condições favoráveis, sendo necessária a aplicação de técnicas que estimulem a germinação. Diante disto, objetivo do presente trabalho foi avaliar a quebra de dormência de sementes de Brachiaria ruziziensis com o uso de nitrato de potássio. O experimento consistiu num fatorial 2x2, onde as sementes do cacho e do chão correspondem aos níveis testados e os dois substratos utilizados correspondem aos fatores. Foram acondicionadas 100 sementes de Brachiaria ruziziensis dentro de 10 caixas plásticas (gerbox), metade das caixas foi previamente revestida com papel mata borrão e a outra metade com areia lavada, após foram adicionados 100 ml da solução de KNO3 em cada amostra, em seguida as caixas plásticas foram levadas para estufa, sendo realizadas três leituras, aos 7, 15 e 21 dias após a germinação das sementes. O momento estatístico baseou-se na aplicação do teste de Tukey a 5% probabilidade para comparação de médias. O valor de F para semente foi significativo ao nível de 1% de probabilidade, estatisticamente as sementes colhidas no chão e no cacho diferiram entre si em relação ao potencial de germinação, as sementes colhidas no cacho têm maior potencial de germinação em relação às sementes colhidas no chão.

Texto completo:

PDF