ANÁLISE DO BALANÇO HÍDRICO MENSAL PARA REGIÕES DE TRANSIÇÃO DE CERRADO-FLORESTA E PANTANAL, ESTADO DE MATO GROSSO

William Fenner, Patrícia Simone Palhana Moreira, Fernanda da Silva Ferreira, Rivanildo Dallacort, Tadeu Miranda De Queiroz, Thatiany Silva Bento

Resumo

O objetivo do presente estudo foi analisar o comportamento mensal da temperatura do ar, precipitação pluviométrica e balanço hídrico para três regiões do Estado de Mato Grosso. Foram utilizados dados meteorológicos disponibilizados pelo Instituto Nacional de Meteorologia – INMET entre os anos de 2003 a 2010 para os municípios de Cáceres, Sorriso e Tangará da Serra. O balanço hídrico mensal foi calculado pelo método proposto por Thorntwaite e Mather – 1995, os dados foram inseridos em uma planilha de cálculo no ambiente EXCEL. Para as três regiões a temperatura média está em torno de 25 º C com maiores variações para o município de Cáceres – MT. A estação chuva é de setembro a abril para Cáceres e de outubro a abril em Sorriso e Tangará da Serra, os demais meses são caracterizados por baixos volumes pluviométricos.         A evapotranspiração potencial é de 1.363,8, 1.493,5 e 1.310,3 mm para Cáceres, Sorriso e Tangará da Serra, enquanto que a evapotranspiração real foi de 975,6, 1.066,1 e 1029,2 mm para as mesmas localidades. Para o balanço hídrico os meses de excedente hídrico são de janeiro a abril, novembro a abril e dezembro a março para os municípios de Cáceres, Sorriso e Tangará da Serra, respectivamente e os meses de déficit são de maio a dezembro para Cáceres, maio a setembro para Sorriso e de abril a outubro para Tangará da Serra.

Texto completo:

PDF