Pibid e o fazer docente na formação inicial de educação física e artes

Camila de Oliveira Rodrigues, Fernanda de Souza Cardoso

Resumo

O presente estudo teve como objetivo verificar as possibilidades e contribuições para o processo de formação inicial em Educação Física Licenciatura e Artes, advindas da implantação do PIBID (Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência), sob a perspectiva dos integrantes do Subprojeto Dança-Educação, bem como apontar problemas e desafios da formação através da prática docente e discutir sobre o ensino da dança, seus sentidos e possibilidades na escola. Trata-se de uma pesquisa descritiva qualitativa, tendo como participantes da pesquisa 09 (nove) acadêmicos da Universidade Estadual de Montes Claros, com 04 (quatro) componentes pertencentes ao curso de Educação Física e 05 (cinco) deles pertencentes ao curso de Artes. O instrumento de pesquisa utilizado foi uma entrevista semiestruturada, constituída de 07 (sete) questões discursivas, construídas a partir do objetivo proposto. A análise dos dados foi feita através da análise de conteúdo que se constitui como uma das técnicas de organização e análise dos dados na pesquisa qualitativa. Concluiu-se que, após a inserção do PIBID na universidade, os acadêmicos dos cursos de Educação Física e Artes reformularam suas posturas e teorias do fazer docente, por meio das experiências vivenciadas no cotidiano escolar, repensando se realmente querem trabalhar com a docência e se estão preparados, de acordo com a formação obtida na faculdade, para enfrentar os desafios do exercício profissional.

ABSTRACT. PIBID and the teaching profession in the initial formation of physical education and arts. This study aimed to examine the possibilities and contributions to the initial formation process in Physical Education Degree and Arts, coming from the implementation of PIBID (Institutional Program initiation grants the Teaching) from the pespective of members of the Subproject Dance-education, as well as point out problems and challenges of training through teaching practice and discuss the teaching of dance, his senses and possibilities in the school. It is a qualitative descriptive research , with 09 (nine) scholars from the State University of Montes Claros, with 04 (four) components belonging to the Physical Education course and 05 (five) of them belonging to the Arts course. The survey instrument used was a semi-structured interview consisting of seven essay questions, constructed from the proposed objective. The analysis of the data was made through the content analysis that constitutes as one of the techniques of organization and analysis of the data in the qualitative research. It was concluded that, after the insertion of the PIBID in the univesity, the academics of the Physical Education and Arts courses reformulated their postures and theories of the teacher making, through the experiences lived in the school routine, rethinking if they really want to work with the teaching and if Are prepared, according to the training obtained in the college, to face the challenges of the professional exercise.

Palavras-chave

Formação Docente; PIBID; Dança-educação

Texto completo:

PDF

Referências

AZANHA, J. M. P. Uma reflexão sobre a formação do professor da escola básica. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 30, n. 2, p. 369-78, 2004.

BARRETO, D. Dança...: ensino, sentidos e possibilidades na escola. Campinas: Autores Associados, 2004.

BRASIL. Censo escolar da educação básica 2011: Resumo Técnico. Brasília, Inep. 2012. Disponível em: . Acessado em: 14 de março de 2017.

BRASIL. Parâmetros Curriculares Nacionais: Arte. Secretaria de Educação Fundamental. Brasília: MEC/SEF, 1997a.

BRASIL. Parâmetros Curriculares Nacionais: Educação Física. Secretaria de Educação Fundamental. Brasília: MEC/SEF, 1997b.

BRASIL. Portaria N°. 72, de 9 de abril de 2010. Brasília. Dá nova redação a Portaria que dispõe sobre o Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência - PIBID, no âmbito da CAPES. Diário Oficial [Da República Federativa Do Brasil], Brasília, DF, Nº 68, segunda-feira, 12 de abril de 2010. Seção 1, p. 26-27.

BRASIL. Portaria Normativa N°. 38, de 12 de dezembro de 2007. Brasília. Dispõe sobre o Programa de Bolsa Institucional de Iniciação à Docência - PIBID. Diário Oficial [Da República Federativa Do Brasil], Brasília, DF, Nº 239, Quinta-Feira, 13 de dezembro de 2007. Seção 1, p. 39.

ESTEBAN, M. T.; ZACCUR, E. A pesquisa como eixo de formação docente. In: ESTEBAN, M. T.; ZACCUR, E. (Org.). Professora pesquisadora uma práxis em construção. Rio de Janeiro: DP&A, 2002.

FIAMONCINI, L. Dança na educação: a busca de elementos na arte e na estética. Pensar a Prática, Goiânia, v. 6, n. 1, p. 59-72, 2003.

GAMBOA, S. S. A pesquisa como estratégia de inovação educativa: as abordagens práticas. In: GAMBOA, S. S. Pesquisa em educação: métodos e epistemologias. Argos: Chapecó, 2007.

LABAN, R. Dança educativa moderna. São Paulo: Ícone, 1990.

LIBÂNEO, J. C.; PIMENTA, S. G. Formação de profissionais da educação: visão crítica e perspectiva de mudança. Educação & Sociedade, Campinas, v. 20, n. 68, p. 239-77, 1999.

MARQUES, I. A. Dançando na escola. Motriz, Rio Claro, v. 3, n. 1, p. 20-8, 1997.

MINAYO, M. C. S.; SANCHES, O. Quantitativo-qualitativo: oposição ou complementaridade? Caderno de Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 9, n. 3, p. 239-62, 1993.

MINAYO, M. C. S. O desafio do conhecimento: pesquisa qualitativa em saúde. 10. ed. São Paulo: Hucitec, 2007

PEREIRA, J. E. D. As licenciaturas e as novas políticas educacionais para a formação docente. Educação & Sociedade, Campinas, v. 20, n. 68, p. 109-25, 1999.

REZER, R.; FENSTERSEIFER, P. E. Docência em educação física: reflexões acerca de sua complexidade. Pensar a Prática, Goiânia, v. 11, n. 3, p. 319-29, 2008.

SAVIANI, D. Formação de professores: aspectos históricos e teóricos do problema no contexto brasileiro. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, v. 14, n. 40 p. 143-55, 2009.

SCHEIBE, L.; AGUIAR, M. A. Formação de profissionais da educação no Brasil: o curso de pedagogia em questão. Educação & Sociedade, Campinas, v. 20, n. 68, p. 220-38, 999.

SILVA, A. F.; SOUZA, A. L. L. Condições do trabalho escolar: desafios para os sistemas municipais de ensino. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, v. 43, n. 150, p. 772-87, 2013.

SOUZA, M. I. G. O ensino da dança na escola: técnica ou criatividade? Cadernos de Formação RBCE, Florianópolis, v. 2, n. 1, p. 32-42, 2011.

STRAZZACAPPA, M. Dança na educação: discutindo questões básicas e polêmicas. Pensar a Prática, Goiânia, v. 6, n. 1, p. 73-85, 2003.

TURATO, E. R. Métodos qualitativos e quantitativos na área da saúde: definições, diferenças e seus objetos de pesquisa. Revista de Saúde Pública, São Paulo, v. 39, n. 3, p. 507-14, 2005.

';