Percepção entre dirigentes, atletas e técnicos sobre o Projeto Talento Olímpico Paranaense do período 2012 a 2016 na modalidade de atletismo

Bruno Marques Fidelis, Layla Mariana Maiante Pinto Antonechen, Carlos Antonio Izidoro Koch

Resumo

O presente estudo visou analisar a percepção de atletas, treinadores e dirigentes em relação ao Projeto TOP (Talento Olímpico Paranaense). O estudo foi organizado metodologicamente a partir do tipo de pesquisa Quali-Quanti, tendo ainda, caráter descritivo. O instrumento utilizado para a coleta de dados foi uma entrevista semiestruturada com roteiro não fixo; um gravador digital e caderno para anotações. Como amostra contou-se com 16 indivíduos, sendo 4 treinadores da modalidade de atletismo que possuem atletas dentro do projeto; 4 dirigentes (2 da Federação de Atletismo do Paraná e 2 dois dirigentes da Secretária de Esporte e Turismo do Paraná) e 8 atletas do Atletismo. A análise dos resultados foi iniciada por meio das leituras de 16 entrevistas transcritas pelo pesquisador, e ao longo dessas leituras foi realizado um processo de categorização de respostas para facilitar sua análise. A partir disso, os dados foram apresentados em tabelas e quadros para melhor compreensão dos resultados. Com a pesquisa constatou-se que as respostas apresentadas pelos atletas são mais simples, e procuram expressar o lado deles, apontando apenas o que interessa no momento, que é garantir a bolsa para as próximas etapas do projeto e receber a quantia em dinheiro que o projeto se comprometeu a fornecer. Conclui-se, portanto, que a percepção dos atletas é diferente em relação a dos Dirigentes e Treinadores, pois encontram-se em uma posição hierárquica distinta, exercendo papéis diferentes um dos outros, entretanto, a percepção dos dirigentes e treinadores são parecidas, os quais chegaram em respostas semelhantes em relação ao TOP no estado.

ABSTRACT. Perception between directors, athletes and coaches on the top project of the period 2012 to 2016 in the modality of athletics. The aim of this work was to analyze the perception of athletes, coaches and directors in relation to the Project TOP (Talento Olímpico Paranaense). The work was methodologically organized according to the Quali-Quanti type research, and was also descriptive. The instrument used for data collection was a semi-structured interview with a non-fixed route; a digital recorder and a notebook were used for taking notes. As sample, there were 16 individuals, being 4 of them coaches of athletics, that have athletes inside the project; 4 directors (2 from the Athletics Federation of Paraná and 2 from the Secretary of Sport and Tourism of Paraná) and 8 athletes from Athletics. The analysis of the results started through the readings of 16 interviews transcribed by the researcher, and throughout these readings a process of categorization of responses was carried out to subserve their analysis. From this, the data were presented in tables for a better understanding of the results. With the research, it was verified that the answers presented by the athletes are simpler, and try to express their side, pointing out only what matters at the moment, which is to guarantee the scholarship for the next stages of the project and receive the amount in money that the Project has undertaken to provide. It is concluded, therefore, that the perception of the athletes is different in relation to that of the directors and coaches, because they are in a different hierarchical position, playing different roles, however, the perception of the directors and coaches are similar, which came to similar responses regarding the TOP in the state.

Palavras-chave

Políticas Públicas; Projeto talento Olímpico Paranaense; Atletismo

Texto completo:

PDF

Referências

BUENO, L. Políticas públicas do esporte no Brasil: razões para o predomínio do alto rendimento. 2008. 314f. Tese (Doutorado em Administração Pública e Governo) - Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getúlio Vargas, São Paulo, 2008.

BUSTO, R. M.; ACHOUR JÚNIOR, A.; DOURADO, A. C.; BRANCHER, J.; ZERNERI, M.; VIEIRA, S. Apoio às diversas ações definidas no projeto talento olímpico paranaense – TOP 2016. Anais... In: 31° Seurs: Seminário de Extensão Universitária da Região Sul, p. 01-05, 2012.

COPEL. História da Copel. Disponível em: . Acessado em: 24 de abril de 2017.

GELINSKI, C. R. O. G.; SEIBEL, E. J. Formulação de políticas públicas: questões metodológicas relevantes. Revista de Ciências Humanas, Florianópolis, v. 42, n. 1 e 2, p. 227-40, 2008.

MINISTÉRIO DE ESPORTE. Histórico. Disponível em: . Acessado em: 24 de julho de 2016.

MINISTÉRIO DE ESPORTE. Lei de Incentivo ao Esporte. Disponível em: . Acessado dia 25 de julho de 2017.

RAUPP, F. M.; BEUREN, I. M. Metodologia da Pesquisa Aplicável às Ciências Sociais. In: BEUREN, I. M. Como elaborar trabalhos monográficos em contabilidade: teoria e prática. 3. ed. São Paulo: Atlas, 2006. p. 76-97.

SILVA, D. A. S. Evolução histórica da legislação esportiva brasileira: do estado novo ao século XXI. Revista Brasileira de Educação Física, Esporte, Lazer e Dança, Atibaia, v. 3, n. 3, p. 69-78, 2008.

SOUZA, D. O. Destinação de recursos do fundesporte para atletas catarinenses no período de 2005 a 2015. 2016. 36f. Monografia (Trabalho de Conclusão de Curso) - Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2016.

PARANÁ. Talento Olímpico Paranaense. Apresentação. Disponível em: . Acessado em: 19 de maio de 2016.

VOTRE, S. J. Pesquisa em educação física. Vitória: Universidade Federal do Espírito Santo, 1983.

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Incluir comentário
';