Pelas bordas: reflexões situadas nas fronteiras da produção do conhecimento em PPEL em um período de pós-megaeventos esportivos no Brasil

Leandro Forell, Fabiana Gazzotti Mayboroda

Resumo


A ideia central deste texto é refletir sobre a construção das fronteiras do que é reconhecido pela comunidade acadêmica da Educação Física como incluso nas identidades: Políticas Públicas de Esporte e Lazer (PPEL). Compreendendo que sempre há um grau de normatividade em definir o que está dentro e fora de uma determinada identidade, faz uma descrição sobre algumas classificações do campo, propondo uma análise da produção a partir dos objetos de pesquisa. Trata de questões relacionadas a análise de políticas públicas para além da análise do Estado, incluindo a relação deste com a sociedade como objeto importante para o campo. Advoga a favor de uma compreensão hibrida, onde diversas disciplinas o constituem e que possui um caráter interdisciplinar.

ABSTRACT. By edges: reflections situated on the frontiers of knowledge production in the field PPEL in a period of post-sporting mega events in Brazil. The central idea of this text is to reflect on the construction of the field of Sports and Leisure Public Policy (PPEL). Throughout the text, he seeks to compare the construction of the field with others, such as anthropology. Understanding that there is always a degree of normativity in defining what is inside and outside a given identity, makes a description about some classifications of the field, proposing an analysis of the production from the research objects. It deals with issues related to the analysis of public policies beyond the analysis of the State, including the relationship of this with society as an important object for the field. Advocating in favor of a hybrid understanding, where several disciplines constitute it and that has an interdisciplinary character.


Palavras-chave


Políticas Públicas de Esporte e Lazer; Hibridismo, produção científica

Texto completo:

PDF

Referências


ADAM, S.; KRIESI, H. The network approach. In: SABATIER, P. (Org.). Theories of the policy process.

Cambridge: Westview Press. 2007. p. 129-154.

AMARAL, S. C. F.; PEREIRA, A. P. C. Reflexões sobre a produção em políticas públicas de educação física,

esporte e lazer. Revista Brasileira de Ciências do Esporte, Campinas, v. 31, n. 1, p. 41-56, 2009.

BOBBIO, N. O conceito de sociedade civil. Rio de Janeiro: Graal, 1987.

CANCLINI, N. G. Culturas híbridas: estratégias para entrar e sair da modernidade. São Paulo: Edusp, 2008.

CASTELAN, L. P. As conferências nacionais do esporte na configuração da política esportiva e de lazer do

Governo Lula (2003-2010). 2011. 187f. Dissertação (Mestrado em Educação Física) - Universidade de Campinas,

Campinas, 2011.

CERTEAU, M. A invenção do cotidiano: 1. Artes de fazer. Petrópolis: Vozes, 1994

DRAIBE, S.; RIESCO, M. El estado de bienestar social en américa latina. Una nueva estrategia de desarrollo,

Madrid: Fundación Carolina, 2009.

ESPING-ANDERSEN, G. The three worlds of the welfare capitalism. Oxford: Polity Press/Blackwell Publishers,

FEDOZZI, L. Cidadania e cultura política. Doze anos de governo participativo em Porto Alegre (1989-2000).

Tese (Doutorado em Sociologia) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2002.

GEERTZ, C. A interpretação das culturas. Rio de Janeiro: LTC, 1989.

HÚNGARO, E. M.; OLIVEIRA, B. A.; CUSTÓDIO, M. L.; DAMASCENO, L. G. Balanço inicial da produção

do GTT de políticas públicas do CBCE (1997-2005): avanços, ausências e perspectivas. In: HUNGARO, E. M.;

SOUSA, W. L. (Org.). Cultura, educação, lazer e esporte: fundamentos, balanços e anotações críticas. Santo

André: Alpharrabio, 2009. p. 93-124.

KUSCHNIR, K. Antropologia e política. Revista Brasileira de Ciências Sociais, São Paulo, v. 22, n. 64, p. 163-

, 2007.

LAZZARI, A. A heterogeneidade de significados da prática futebolística num programa social esportivo:

possibilidades de articulações e de sustentação do programa. 2013. 135f. Dissertação (Mestrado em Educação

Física) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2013.

LIÁO JÚNIOR, R. Hegemonia e contra-hegemonia na construção de políticas de esporte e lazer: a experiência

do consórcio Brasília. 2013. 204f. Tese (Doutorado em Educação Física) - Universidade de Campinas, Campinas,

MELO, M. de P. Esporte e dominação burguesa no século XXI: a agenda dos organismos internacionais e sua

incidência nas políticas de esporte no Brasil. 2011. Tese (Doutorado em Serviço Social) - Universidade Federal

do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2011

MEZZADRI, F. M. A estrutura esportiva no estado do Paraná: da formação dos clubes as atuais políticas

governamentais. 2000. Tese (Doutorado em Educação Física) - Universidade de Campinas, Campinas, 2000.

MORO, L. Conhecendo os parques de Curitiba e seus espaços públicos destinados as brincadeiras infantis.

152f. Dissertação (Mestrado em Educação Física) - Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2012.

OSTROM, E. Institutional rational choice: an assessment of the institutional analysis and development framework.

In: SABATIER, P. A.(Org.). Theories of the policy process. Cambridge: Westview Press. 2007. p. 21-64.

PIVA, A. As origens do conceito de intersubjetividade: uma trajetória entre a filosofia e a psicanálise

contemporânea. Contemporânea, Psicanálise e Transdisciplinaridade, Porto Alegre, n. 9, 2010.

PORTELLI, H. Gramsci e o bloco histórico. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1983

RADCLIFFE-BROWN, A. Preface. In: FORTES, M.; EVANS-PRITTCHARD, E. E. African political systems.

London: Oxford University Press, 1950.

SABATIER, P.; WEIBLE, M. The advocacy coalition framework: innovation and clarifications. In: SABATIER, P.

A. (Org.). Theories of the policy process. Cambridge: Westview Press. 2007. p. 189-220.

SOUZA, E. S.; NORONHA, V.; RIBEIRO, C. A.; TEIXEIRA, D. M. D.; FERNANDES, D. M.; VENÂNCIO, M.

A. D. Sistema de avaliação e monitoramento dos programas esporte e lazer na cidade e segundo tempo do

Ministério do Esporte. Belo Horizonte: Lutador, 2010.

STAREPRAVO, F. A.; MARCHI JÚNIOR, W. Políticas públicas de esporte no brasil: uma leitura a partir da noção

de (sub) campo. Pensar a Prática, Goiânia, v. 18, n. 4, p. 959-70, 2015

STAREPRAVO, F. A. Políticas públicas de esporte e lazer no Brasil: aproximações, intersecções, rupturas e

distanciamentos entre os subcampos Político/Burocrático e Científico/Acadêmico. 2011. 422f. Tese (Doutorado

em Educação Física) - Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2011.

THOMASSIM, L. E. C. O “público-alvo” nos bastidores da política: um estudo sobre o cotidiano de crianças

e adolescentes que participam de projetos sociais esportivos. 2010. Tese (Doutorado em Educação Física) -

Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2010.

WEBER, M. História geral da economia. São Paulo: Mestre Jou, 1968.

ZAHARIADIS, N. The multiple streams framework: structure, limitations, prospects. In: SABATIER, P. A. (Org.).

Theories of the policy process. Cambridge: Westview Press. 2007. p. 65-92.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Incluir comentário ';



Direitos autorais 2017



Caderno de Educação Física e Esporte

Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE)

Campus de Marechal Cândido Rondon

Rua Pernambuco, 1777 | Centro

Marechal Cândido Rondon | Paraná | 85960-000

F: (45) 3284 7855

E-mail: revista.cefe@unioeste.br

Facebook: https://www.facebook.com/RevistaCEFE/