Participação em atividade física e comportamentos de risco à saúde em adolescentes: diferenças entre sexos

Nicolau Augusto Malta, Gabriela Cansian Martins, Michael Pereira Da Silva, Edmar Roberto Fantinelli, Jhonatan Gritten Campos, Wagner De Campos

Resumo


Comportamentos de risco apresentam-se como fortes contribuintes para o desenvolvimento de diversas doenças crônico-degenerativas. Contudo atingir os níveis recomendados de atividade física é um importante fator para a prevenção destas doenças. Meninos e meninas apresentam diferentes características comportamentais que podem influenciar nos níveis de atividade física e adoção de comportamentos de risco a saúde, tanto na infância quanto na adolescência. Tais fatores podem estar relacionados com diversas questões biológicas, sociais e culturais objetivo do estudo foi verificar a existência de diferenças significativas nos níveis de atividade física, hábitos sedentários e consumo de cigarro e bebida alcoólica entre meninos e meninas. A amostra foi composta por 815 adolescentes de 11,0 a 15,9 anos (409 meninos e 406 meninas), matriculados na rede pública de ensino da cidade de Curitiba, Paraná. Para avaliar o nível de atividade física (AF) foi utilizado o questionário Youth Activity Profile. Para a avaliação do tempo gasto em atividades sedentárias foi utilizado o Questionário de Atividades Sedentárias para Adolescentes. Para a identificação do consumo de cigarro e bebida alcoólica foram utilizadas questões da versão em português do Youth Risk Behavior Survey. A análise descritiva foi utilizada para a caracterização da amostra. Foi utilizado o teste U de Mann-Whitney para a comparação entre os grupos para os escores de Atividade física e o tempo sedentário, e o teste Qui-quadrado para o consumo de álcool e cigarro, adotando p<0,05.  A média de idade foi de 14 anos com DP ±2,5 para meninos e 13,7com DP ±2,1 para as meninas. Meninos apresentaram maiores scores de AF na escola (2,6 vs 2,1, p=0,000), AF em casa (2,3 vs 2,0, p=0,000), AF no final de semana (2,5 vs 2,5, p=0,000) e AF total (2,3 vs 1,8, p=0,000). Dos adolescentes que responderam ter bebido ao menos um dia nos últimos 30 dias, 55,7% eram meninas e 44,3% eram meninos. Outras variáveis não se mostraram significativas quando comparadas entre os sexos. Os meninos se mostraram mais ativos do que as meninas em todos os ambientes analisados e também na AF total. No caso das meninas, elas se mostraram mais suscetíveis ao consumo de álcool quando comparadas aos seus pares do sexo masculino. As variáveis de comportamento sedentário e consumo de cigarro não se mostraram significativas.


Palavras-chave


Atividade motora; Comportamentos saudáveis; Adolescentes

Texto completo:

PDF

Referências


ALWAN, A.; MACLEAN, D. R.; RILEY, L. M.; D’ESPAIGNE, E. T.; MATHERS, C. D.; STEVENS, G. A.; BETTCHER, D. Chronic diseases: chronic diseases and development 5 monitoring and surveillance of chronic non-communicable diseases: progress and capacity in high-burden countries. The Lancet, London, v. 376, n. 9755, p. 1861-8, 2009.

AZEVEDO, M. R.; ARAÚJO, C. L.; SILVA, M. C. DA; HALLAL, P. C. Tracking of physical activity from adolescence to adulthood: a population-based study. Revista de Saúde Publica, São Paulo, v. 41, n. 1, p. 69-75, 2007.

BARBOSA FILHO, V. C.; DE CAMPOS, W.; LOPES, A. S. Prevalence of alcohol and tobacco use among brazilian adolescents: a systematic review. Revista Saúde Pública, São Paulo, v. 46, n. 5, p. 901-17, 2012.

BARUFALDI, L. A.; AZEVEDO ABREU, G.; OLIVEIRA, J. S.; SANTOS, D. F.; FUJIMORI, E.; VASCONCELOS, S. M. L.; VASCONCELOS, F. A. G.; TAVARES, B. M. ERICA: prevalence of healthy eating habits among brazilian adolescents. Revista de Saúde Publica, São Paulo, v. 50, n. supl. 1, p. 1-9, 2016.

BEZERRA, J.; LOPES, A. S.; HARDMAM, C. M.; TASSITANO, R. M.; TENÓRIO, M. C. M.; BARROS, M. V. G. Consumo de bebidas alcoólicas e tabagismo: associação com inatividade física no lazer e comportamento sedentário. Revista Andaluza de Medicina del Deporte, Andalucía, v. 8, n. 1, p. 1-6, 2015.

CHENG, L. A.; MENDONÇA, G.; FARIAS JÚNIOR, J. C. Physical activity in adolescents: analysis of the social influence of parents and friends. Jornal de Pediatria, Rio de Janeiro, v. 90, n. 1, p. 35-41, 2013.

CRUZEIRO, A. L. S.; SOUZA, L. D. M.; DA SILVA, R. A.; PINHEIRO, R. T.; ROCHA, C. L. A.; HORTA, B. L. Comportamento sexual de risco : fatores associados ao número de parceiros sexuais e ao uso de preservativo em adolescentes. Ciência & Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v. 15, n. 1, p. 1149-58, 2010.

DALMAS, J. C.; SCARINCI, I. C.; MACIEL, S. M. Fatores associados ao uso regular de cigarros por adolescentes estudantes de escolas públicas de Londrina, Paraná, Brasil. Cadernos de Saúde Pública, São Paulo, v. 30, n. 4, p. 774-84, 2014.

EATON, D. K.; KANN, L.; KINCHEN, S.; ROSS, J.; HAWKINS, J.; HARRIS, W. A.; LOWRY, R.; McMANUS, T.; CHYEN, D.; SHANKLIN, S. LIM, C.; GRUNBAUM, J. A.; WECHSLER, H. Youth Risk Behavior Surveillance - United States, 2005. 2006.

FARIAS JÚNIOR, J. C.; LOPES, A. S. Comportamentos de risco relacionados à saúde em adolescentes. Revista Brasileira de Ciência e Movimento, Brasília, v. 12, n. 1, p. 7-12, 2004.

FILHO, F. J. L. S.; SOUSA, P. R. M. DE; VIEIRA, N. F. C.; NÓBREGA, M. F. B.; GUBERT, F. A.; PINHEIRO, P. N. C. Percepção de risco de adolescentes escolares na relação consumo de álcool e comportamento sexual. Revista Gaúcha de Enfermagem, Porto Alegre, v. 31, n. 3, p. 508-14, 2010.

GUEDES, D. P.; LOPES, C. C. Validação da versão brasileira do Youth Risk Behavior Survey. Revista de Saúde Pública, São Paulo, v. 44, n. 5, p. 840-50, 2010.

GUIMARÃES, R. D. F.; DA SILVA, M. P.; LEGNANI, E.; MAZZARDO, O.; DE CAMPOS, W. Reprodutibilidade de questionário de atividades sedentárias para adolescentes brasileiros. Revista Brasileira de Cineantropometria e Desempenho Humano, Florianópolis, v. 15, n. 3, p. 276-85, 2013.

HALLAL, P. C.; ANDERSEN, L. B.; BULL, F. C.; TODOS OS AUTORES. Global physical activity levels: surveillance progress,pitfalls, and prospects. The Lancet, London, v. 380, p. 247-57, 2012.

HORTA, R. L.; HORTA, B. L.; PINHEIRO, R. T.; MORALES, B.; STREY, M. N. Tabaco, álcool e outras drogas entre adolescentes em Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil: uma perspectiva de gênero. Cadernos de Saúde Publica, Cidade, v. 23, n. 4, p. 775-83, 2007.

LAVIELLE-SOTOMAYOR, P.; PINEDA-AQUINO, V.; JÁUREGUI-JIMÉNEZ, O.; CASTILLO-TREJO, M. Actividad física y sedentarismo: Determinantes sociodemográficos, familiares y su impacto en la salud del adolescente. Revista de Salud Pública, Rio de Janeiro, v. 16, n. 2, p. 161-72, 2014.

MENEZES, A. H. R.; DALMAS, J. C.; SCARINCI, I. C.; MACIEL, S. M.; CARDELLI, A. A. M. Fatores associados ao uso regular de cigarros por adolescentes estudantes de escolas públicas de Londrina, Paraná, Brasil. Cadernos de Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 30, n. 4, p. 774-84, 2014.

OLIVEIRA, H. F.; MARTINS, L. C.; REATO, L. D. F. N.; AKERMAN, M. Fatores de risco para uso do tabaco em adolescentes de duas escolas do município de Santo André, São Paulo. Revista Paulista de Pediatria, São Paulo, v. 28, n. 2, p. 200-7, 2010.

PARDO, I. M. C. G.; JORGE, J. S.; SOUZA, R. G. M. A.; NASCIMENTO, S. R. D.; SANTUCCI, V. C. R.; MARTINEZ, J. E. Prevalência de comportamento sedentário em adolescentes de escola particular de ensino fundamental. Revista da Faculdade de Ciências Médicas de Sorocaba, Sorocaba, v. 13, n. 4, p. 13-8, 2011.

PENSE. Pesquisa Nacional de Saúde Escolar. 2016. Disponível em: . Acessado em: 10 de agosto de 2016.

SAINT-MAURICE, P. F.; WELK, G. J. Validation and calibration of self-report methods: the Youth Activity Profile, 2013. Graduate Theses and Dissertations. 2013. Disponível em: .

SAINT-MAURICE, P. F.; WELK, G. J. Validity and calibration of the Youth Activity Profile. Plos One, Ames, v. 10, n. 12, p. 1-16, 2015.

DOS SANTOS, G. C.; SOBRENOME NETO, A. S.; SENA, J. S.; DE CAMPOS, W. Atividade física em adolescentes: uma comparação entre os sexos, faixas etárias e classes econômicas. Revista Brasileira de Atividade Física e Saúde, Pelotas, v. 19, n. 4, p. 455-64, 2014.

SOUZA, M. S. DE; SPESSATO, B. C.; COUTINHO, M. T. C.; CRISTINA, V. N. Estado nutricional, idade e sexo influenciam os níveis de atividade física de escolares? Revista Brasileira de Atividade Física e Saúde, Pelotas, v. 20, n. 6, p. 598-600, 2015.

STRAUCH, E. S.; PINHEIRO, R. T.; SILVA, R. A.; HORTA, B. L. Uso de álcool por adolescentes: estudo de base populacional. Revista de Saúde Publica, São Paulo, v. 43, n. 4, p. 647-55, 2009.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Incluir comentário ';



Direitos autorais 2017 Direitor Autorais Partilhados



Caderno de Educação Física e Esporte

Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE)

Campus de Marechal Cândido Rondon

Rua Pernambuco, 1777 | Centro

Marechal Cândido Rondon | Paraná | 85960-000

F: (45) 3284 7855

E-mail: revista.cefe@unioeste.br

Facebook: https://www.facebook.com/RevistaCEFE/