O ensino médio por blocos de disciplinas semestrais e o nível de atividade física dos estudantes

Denise Barth Rebesco, William Marcos, William Cordeiro de Souza, André de Camargo Smolarek, Luis Paulo Gomes Mascarenhas

Resumo

O objetivo do estudo foi avaliar o nível de atividade física de adolescentes inseridos no programa Ensino Médio por Blocos de Disciplinas Semestrais. A amostra foi composta por 197 adolescentes, divididos em dois grupos (Bloco 1 - que tiveram aula de educação física no primeiro semestre e Bloco 2 - que não tiveram aula de educação física). Para caracterização da amostra foram coletados os dados de massa corporal e estatura para cálculo do índice de massa corporal. O nível de atividade física foi obtido através do International Physical Activity Questionnaire, versão curta. Para a análise dos dados foi realizada a estatística descritiva. O teste de Qui-quadrado foi realizado para verificar a comparação entre as proporções do nível de atividade física. Para identificar a associação entre as variáveis ensino em bloco e nível de atividade física foi utilizado o teste de risco relativo. Foi adotado um intervalo de confiança de 95% com nível de significância de p<0,05. Não foi observada diferença significativa (p=0,678) nas frequências percentuais obtidas no nível de atividade física entre o Bloco 1 e o Bloco 2, mas foi constatado que os alunos que tiveram aulas de educação física no primeiro semestre apresentaram um fator de risco 2,90 vezes maior de serem menos ativos no segundo semestre. Conclui-se que o ensino médio em blocos influencia no nível de atividade física de forma negativa.

ABSTRACT. The high school per blocks of semiannual subjects and the physical activity level of students. The aim of this study was to evaluate the level of physical activity level of adolescents enrolled in a high school per blocks of semiannual subjects’ program. The sample consisted of 197 adolescents, divided into two groups (Block 1 - who had a physical education class in the first semester and Block 2 - who did not have a physical education class). To characterize the sample, data on body mass and height were collected to calculate body mass index. The physical activity level was obtained through the International Physical Activity Questionnaire short version. Descriptive statistics were used to analyze the data. The chi-square test was performed to verify the comparison between the physical activity level proportions. To identify the association between the variables teaching in block and physical activity level, the relative risk test was used. A 95% confidence interval was adopted with significance level of p <0.05. The Chi-square test showed no significant difference (p=0.678) in the percentage frequencies obtained in the physical activity level between Blocks 1 and 2, but it was observed that students who had physical education classes in the first semester presented a 2.90-fold higher risk factor were less active in the second semester. It was concluded that high school in blocks influences physical activity level negatively.

Palavras-chave

Atividade Motora; Educação Física e Treinamento; Ensino Fundamental e Médio

Texto completo:

PDF

Referências

ALVES, C. F. A.; SILVA, R. C. R. Fatores associados à inatividade física em adolescentes: um artigo de revisão. In: CAMPOS, H. J. C.; PITANGA, F. J. G. (Orgs.). Práticas investigativas em atividade física e saúde. Salvador: EDUFBA, 2013, p. 129-151. Disponível em: . Acessado em: 10 de agosto de 2017.

BOGORNI, A. P.; FERRARI, H. R.; SILVA, L. G.; COSTA, J. L. D.; DIAS, C. P.; TIGGEMANN, C. L. Perfil da aptidão física, do estado nutricional e do nível de atividade física de crianças de escolas municipais da cidade de Venâncio Aires - RS. Destaques Acadêmicos, Lageado, v. 9, n. 3, p. 137-46, 2017.

CARMO, N.; GRINGER, C.; SOUZA NETO, J. B.; FRANÇA, J. C.; VICTORINO, R.; PEREIRA, C. C. D. A. A Importância da educação física escolar sobre aspectos de saúde: Sedentarismo. Revista Educare CEUNSP, Heredia, v. 1, n. 1, p. 21-9, 2013.

CONDE, W. L.; MONTEIRO, C. A. Valores críticos do índice de massa corporal para classificação do estado nutricional de crianças e adolescentes brasileiros. Jornal de Pediatria, Rio de Janeiro, v. 82, n. 4, p. 266-72, 2006.

CUREAU, F. V.; DUARTE, P. M.; SANTOS, D. L.; REICHERT, F. F.; ZANINI, R. R. Sobrepeso/obesidade em adolescentes de Santa Maria-RS: prevalência e fatores associados. Revista Brasileira de Cineantropometria e Desempenho Humano, Florianópolis, v. 14, n. 5, p. 517-26, 2012.

DIAS, D. F.; LOCH, M. R.; RONQUE, E. R. V. Barreiras percebidas à prática de atividades físicas no lazer e fatores associados em adolescentes. Ciência & Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v. 20, n. 11, p. 3339-50, 2015.

FABRO, J.; MARTINS, S. A. O ensino médio em blocos de disciplinas semestrais no estado do Paraná e sua convergência com a política educacional neoliberal. Revista Online de Política e Gestão Educacional, Araraquara, n. 17, p. 187-199, 2014.

FARIAS, E. S.; GONÇALVES, E. M.; MORCILLO, A. M.; GUERRA-JÚNIOR, G.; AMANCIO, O. M. S. Efeito da atividade física programada sobre a composição corporal em escolares pós-púberes. Jornal de Pediatria, Rio de Janeiro, v. 91, n. 2, p. 122-129, 2015.

GUEDES, D. P.; GUEDES, J. E. R. P. Educação física escolar: uma proposta de promoção da saúde. Revista da Associação dos Professores de Educação Física de Londrina, Londrina, v. 8, n. 14, p. 16-23. 1993.

GUEDES, D. P.; LOPES, C. C.;GUEDES, J. E. R. P. Reprodutibilidade e validade do Questionário Internacional de Atividade Física em adolescentes. Revista Brasileira de Medicina no Esporte, São Paulo, v. 11, n. 2, p. 151-8, 2005.

MATSUDO, S. M.; ARAÚJO, T. L.; MATSUDO, V. K. R.; ANDRADE, D.; ANDRADE, E.; OLIVEIRA, L. C.; BRAGGION, G. Questionário internacional de atividade física (IPAQ): estudo de validade e reprodutibilidade no Brasil. Revista Brasileira de Atividade Física e Saúde, Florianópolis, v. 6, n. 2, p. 5-18, 2001.

NASCIMENTO, M. S.; TRIPPO, K. V.; SARAIVA, A. S. Terapia por exposição à realidade virtual no fortalecimento do assoalho pélvico: uma revisão sistemática. Revista Saúde Física & Mental, Rio de Janeiro, v. 5, n. 1, p. 47-60, 2017.

OLIVEIRA, V. M.; BRASIL, M. R.; CHUMLHAK, Z.; CORDEL, P. T.; CZUY, G. H. B.; SILVA, S. R. Nível de aptidão física em escolares: Influência do índice de massa corporal, sexo e quantidade de sono. Saúde e Meio Ambiente, Mafra, v. 6, n. 1, p. 4-17, 2017.

PETROSKI, E. L. Antropometria: Técnicas e Padronizações. 5. ed. Várzea Paulista: Fontoura, 2011.

RAMOS, E. K. Ensino médio por blocos de disciplinas semestrais no Colégio Estadual Carlos Gomes – EFM: limites e perspectivas. 2014. 20f. Monografia (Especialização em Coordenação Pedagógica) – Faculdade de Educação, Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2014.

RANGEL, S. R. V.; FREITAS, M. P.; ROMBALDI, A. J. Atividade física e comportamento sedentário: Prevalência e fatores associados em adolescentes de três escolas públicas de Pelotas/RS. Biomotriz, Cruz Alta, v. 9, n. 1, p. 186-202, 2015.

SILVA, P. V. C.; COSTA JUNIOR, A. L. Efeitos da atividade física para a saúde de crianças e adolescentes. Psicologia Argumento, Curitiba, v. 29, n. 64, p. 41-50, 2011.

SILVA JUNIOR, F. G.; SILVA, T. B. L. G.; FERREIRA, J. S.; FONSECA JUNIOR, S. J. Sedentarismo e inatividade física em adolescentes com faixa etária de escolares do ensino médio e reflexões para educação física escolar. Revista Saúde Física & Mental, Rio de Janeiro, v. 5, n. 1, p. 76-88, 2017.

SMOUTER, L.; SILVA, K. V.; TOZETTO, W. R.; SMOLAREK, A. C.; MASCARENHAS, L. P. G. O tempo de atividade sedentária em adolescentes de diferentes faixas etárias. Arquivos de Ciências e Saúde, Umuarama, v. 24, n. 1, 65-9, 2017.

SSEWANYANA, D.; ABUBAKAR, A.; VAN BAAR, A.; MWANGALA, P. N.; NEWTON, C. R. Perspectives on underlying factors for unhealthy diet and sedentary lifestyle of adolescents at a kenyan coastal setting. Frontiers in Public Health, Lausanne, v. 6, n. 11, p. 1-13, 2018.

VOSER, R. C.; LIMA, D. V.; VOSER, P. E. G.; DUARTE JÚNIOR, M. A. S. Mensuração do nível de atividade física de escolares da rede pública de ensino da cidade de Pelotas-RS. Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício, São Luis, v. 11, n. 70, p. 820-5, 2017.

ZADI, T. S.; FOGAGNOLI, A. H. Percepção dos professores em relação ao ensino blocado no ensino médio no município de Terra Boa, PR. Lectures: Educación Física y Deportes, Buenos Aires, Revista Digital, v. 17, n. 171, 2012. Disponível em: . Acessado em: 10 de agosto de 2017.

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Incluir comentário
';