Aplicação de técnicas de gestão de pessoas em academias de ginástica

Vinicius Almeida Calesco, Jorge Both

Resumo

Objetivo: Identificar a aplicação de técnicas de recrutamento, seleção, treinamento e desenvolvimento de pessoas e plano de cargos em academias de ginástica. Métodos: A pesquisa teve abordagem qualitativa, sendo entrevistados quatro administradores de academias na cidade de Londrina – Paraná. Para a avaliação dos dados foi utilizada a análise de conteúdo. Resultados: Os resultados evidenciaram que todos os administradores relataram não haver um setor de recursos humanos na academia em que atuavam. Em relação a aplicação das técnicas abordadas, todos os administradores narraram utilizar métodos referentes a recrutamento, seleção, treinamento e desenvolvimento de pessoas. Entretanto, os métodos de treinamento e desenvolvimento apresentadas demonstram falta de conhecimento das técnicas por parte dos administradores. No que se refere a distribuição de cargos, três academias utilizavam métodos para a distribuição e uma academia informou não existir uma distribuição de cargos entre os funcionários. Conclusão: Conclui-se que os administradores, mesmo apresentando argumentos e aparente entendimento sobre a utilização de técnicas de recursos humanos, necessitam de maior conhecimento sobre o assunto. De fato, um conhecimento aprimorado das técnicas pode promover um crescimento organizacional constante das academias de ginástica, proporcionando serviços com melhor qualidade, atendendo as expectativas impostas pelos usuários das academias de ginástica.

ABSTRACT. Application of people management techniques in gyms. Objective: Identify the application of techniques of recruitment, selection, training and development of people and plan of positions in gyms. Methods: The research had a qualitative approach, being interviewed four administrators of gyms in the city of Londrina - Paraná. For the evaluation of the data was used content analysis. Results: The results showed that all administrators reported not having a human resources sector in the gyms in which they worked. In relation to the application of the techniques, all managers reported using methods related to recruitment, selection, training and development of people. However, the training and development methods presented demonstrate a lack of knowledge of the techniques by the administrators. Regarding the distribution of positions, three gyms used methods for the distribution and one gym informed that there is no distribution of positions between the employees. Conclusion: It is concluded that managers, even presenting arguments and apparent understanding about the use of human resources techniques, need more knowledge about the subject. In fact, improved knowledge of the techniques can promote a steady organizational growth of gyms, providing better quality services, meeting the expectations imposed by the users of the gyms.

Palavras-chave

Academias de Ginástica; Gestão de Pessoas; Recursos Humanos

Referências

BASTOS, F. C.; FAGNANI, E. K.; MAZZEI, L. C. Perfil de gestores de redes de academias de fitness. Revista Mineira de Educação Física, v. 19, n. 1, p. 64-74, 2011.

BLACKWELL, R. D.; MINIARD, P. W.; Y ENGEL, J. F. Comportamento do consumidor. São Paulo: Cengage Learning, 2005.

CALESCO, V.; BOTH, J. Importancia y desempeño de los servicios prestados por los gimnasios: opinión de los clientes. Educación Física y Deporte, v. 34, n. 1, p. 201-219, 2015.

CARVALHO, A. V.; NASCIMENTO, L. P. Administração de recursos humanos. São Paulo: Pioneira Thomson Learning, 2004.

CHIAVENATO, I. Gestão de pessoas: o novo papel dos recursos humanos nas organizações. Rio de Janeiro: Elsevier, 2010.

CHURCHILL, G. A.; PETER, J. P. Marketing: criando valor para o cliente. São Paulo: Saraiva, 2013.

CONFEF. Academias de ginástica: mercado em constante crescimento. Revista Educação Física. Disponível em: . Acessado em: 23 de julho de 2015.

CORRÊA, S. A. Estratégia competitiva das academias de ginástica da cidade de São Paulo. FACEF Pesquisa, v. 12, n. 1, p. 63-76, 2009.

COSTA, E. M. B.; VENÂNCIO, S. Atividade física e saúde: discurso que controlam o corpo. Pensar a prática, v. 7, n. 1, p. 59-74, 2004.

DUTRA, J. S. Gestão de pessoas: modelo, processos, tendências e perspectivas. São Paulo: Atlas, 2012.

GIL, A. C. Gestão de pessoas: enfoque nos papéis profissionais. São Paulo: Atlas, 2012.

GODOY, A. S. Introdução a pesquisa qualitativa e suas possibilidades. Revista de Administração de Empresas, v. 35, n. 2, p. 57–63, 1995.

GOETZ, E. R. et al. Representação social do corpo na mídia impressa. Psicologia & Sociedade, v. 20, n. 2, p. 226-236, 2008.

KMETEUK FILHO, O. Pesquisa e análise estatística. Rio de Janeiro: Fundo de Cultura, 2005.

LODI, J. B. Recrutamento de pessoal. São Paulo: Pioneira, 1986.

MARCELLINO, N. C. Academias de ginástica como opção de lazer. Revista Brasileira de Ciência e Movimento, v. 11, n. 2, p. 49-54, 2003.

MOWEN, J. C.; MINOR, M. S. Comportamento do consumidor. São Paulo: Prentice Hall, 2003.

RIBEIRO, A. L. Gestão de pessoas. São Paulo: Saraiva, 2012.

SANTANA, L. C. et al. Perfil dos gestores de academia Fitness no Brasil: Um estudo exploratório. PODIUM Sport, Leisure and Tourism Review, v. 1, n. 1, p. 28-46, 2012.

SANTOS, I. E. Manual de métodos e técnicas de pesquisa científica. 12. ed. Rio de Janeiro: Impetus, 2016.

TRIVINOS, A.N.S. Introdução à pesquisa em ciências sociais: a pesquisa qualitativa em educação. São Paulo: Atlas, 1987.

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Incluir comentário
';