SCHUMPETER, NORTH E O DESENVOLVIMENTO BRASILEIRO

Roger Alexandre Rossoni, Marcelo Lopes de Moraes

Resumo

A inovação é reconhecida como fator central para o desenvolvimento econômico segundo a teoria Schumpeteriana. O ritmo de surgimento de inovações tem influência sobre o ritmo de desenvolvimento dos países. O objetivo desta pesquisa é expor o desempenho das atividades inovativas no Brasil e compará-lo com outros países, desenvolvidos e em desenvolvimento. O estudo utilizou a análise qualitativa dos dados. No referencial teórico foram abordados o conceito de inovação, quais agentes tem impacto sobre a inovação e o papel das inovações no processo de desenvolvimento econômico. O estudo levantou qual o desempenho das atividades relacionadas a inovação realizadas no Brasil a partir do ano de 2000 e comparadas a outros países do mundo. De maneira geral, verificou-se que as atividades inovativas apresentam baixo desempenho e faltam meios de interação eficiente entre empresas, governo e instituições relacionadas à pesquisa. Se mostra necessário um aumento geral das atividades relacionadas a inovação no Brasil além de uma interação entre governo, empresas e agentes ligadas a pesquisa para que o país aumente o surgimento de inovações.

 

Palavras-chave

Inovação; Brasil; Desenvolvimento

Texto completo:

Remoto PDF