A RECUPERAÇÃO DOS PRECEITOS ÉTICO-MORAIS DO CONVÍVIO SOCIAL ATRAVÉS DA VALORIZAÇÃO DO CAPITAL HUMANO NA ECONOMIA SOLIDÁRIA

Marcia Silva Cezar

Resumo

Legalismo e a autoridade discricional foram grandes ferramentas para o desenvolvimento do sistema de acúmulo de capital, uma vez que constitui-se em mecanismos de barreira e subterfúgios de acordo com a ocasião e sob o pretexto da moralidade restringida à legalidade. Esses acontecimentos vêm para demonstrar que a competição desmedida e insaciável pela acumulação tem perdido espaço para empreendimentos que visam à valoração de outras instâncias mais subjetivas como a qualidade de vida das pessoas, contrariando o pensamento até então defendido. Diante desses aspectos, abordaremos o capital social e a economia solidária e, assim demonstrar como empreendimentos da economia solidária podem ser delineados como mecanismos que resgatam os preceitos éticos e morais fundamentais para o crescimento social e valorização da pessoa e seu trabalho.

Palavras-chave

Ciencias sociais, Ciencias econòmicas

Texto completo:

PDF