UMA ANÁLISE ECONOMÉTRICA ACERCA DAS EXPORTAÇÕES DE CAFÉ BRASILEIRO (1995-2007)

Leonardo Carvalho da Rosa, Gilberto de Oliveira Veloso, Flaviani Souto Bolzan Medeiros

Resumo

O novo panorama do cenário internacional vem sendo estabelecido em um ambiente de maior competitividade. Por isso, é cada vez mais difícil existir a integração dos países no comércio exportador sem desequilibrar mercados, ou causar impactos nas atividades produtivas. Assim, o presente artigo tem como objetivo analisar se as variáveis taxa de câmbio e preço internacional do café exercem influência sobre as exportações de café brasileiro. Para isso, realizaram-se testes estatísticos no tratamento de séries temporais como testes de estacionariedade, de causalidade e de cointegração a fim de verificar a significância dos parâmetros, interpretar os resultados e corrigir os eventuais problemas. Entre os resultados obtidos, ficou comprovado que existe esta ligação através do mecanismo de correção de erros e do modelo de Johansen, em análises significativas. Foram realizados os testes necessários para corrigir os problemas nos dados e chegar à seguinte postulação, ou seja, que existe equilíbrio de longo prazo entre as variáveis analisadas no estudo. Como já apontava a teoria, a taxa de câmbio efetiva real e os preços internacionais influenciam as exportações de café.

Palavras-chave

Exportações; Café brasileiro; Econometria.

Texto completo:

PDF PDF