DO CICLO MÁGICO AO CICLO TRÁGICO? ESTUDO DE CASO DAS EMPRESAS DE SERVIÇOS EDUCACIONAIS DA BOVESPA

Luiz Gustavo Camarano Nazareth, Eduardo Vieira do Prado, José Francisco Calil, Maria José de Camargo Machado, Clóvis Luis Padoveze

Resumo

O presente artigo tem por objetivo realizar uma análise empírica do desempenho das empresas do Setor de Serviços Educacionais da Bovespa no período compreendido entre 2008 e 2015, por meio de medidas de desempenho, geração de valor e estrutura de capital. Para tanto, fez-se necessário obter junto a consultoria Economática® as demonstrações financeiras, histórico de cotações, volume, valores de abertura e fechamento das ações, quantidade de ações negociadas, indicadores de mercado, dados relativos a amostra composta por cinco empresas do segmento de Serviços Educacionais: Anima, Anhanguera, Estácio, Kroton e Ser Educacional. Calculou-se algumas medidas baseadas na criação de valor para o acionista, como o valor econômico adicionado, para   em   seguida, correlacioná-las   à   medida de desempenho externa, o Beta, e a estrutura de capital. Buscou-se refletir o retorno dos ativos considerando o desempenho corrente das empresas do setor. Os procedimentos adotados na investigação empírica proporcionaram subsídios para constatar o aumento da destruição de valor em 2015, ratificando a afirmativa que as empresas do setor viveram um ciclo mágico e agora terão desafios impostos por um ciclo que dá indícios de ser trágico.

Palavras-chave

geração de valor; avaliação de desempenho; serviços educacionais.

Texto completo:

PDF