REVISITANDO O PENSAMENTO DO GUNNAR MYRDAL E AMARTYA SEN SOBRE O ESTADO DE BEM-ESTAR SOCIAL

Nilton Marques Oliveira, Strassburg Udo

Resumo

O objetivo deste artigo foi de revisitar o pensamento de Myrdal e Sen nos aspectos conceituais referentes ao Estado de bem-estar social (Welfare State) na contextualização do desenvolvimento social e econômico. Utilizou-se de um aporte teórico sobre as abordagens das capacitações de Sen e da Teoria da Causação Circular de Myrdal. Para tanto, a metodologia adotada foi exploratória e a guisa da literatura. As principais conclusões sugerem que o Estado de bem-estar social é uma forma de organização econômica e política, em que o Estado é o principal agente regulador dos aspectos sociais, políticos e econômicos de uma nação. Para Myrdal, o desenvolvimento econômico de uma nação depende da intervenção estatal por meio de ações sociais e de políticas públicas. Amartya Sen dá importância às liberdades que as pessoas desfrutam, afirmando que um país desenvolvido é aquele em que a população tem liberdade garantida pelo mercado e pelo Estado.

 

Palavras-chave

Estado; políticas públicas; desenvolvimento social e econômico.

Texto completo:

PDF