O aproveitamento dos resíduos do setor florestal de Lages- Santa Catarina

Daniel Arruda Coronel, Adriano Lago, Letícia Lengler, Tânia Nunes da Silva

Resumo

O agronegócio florestal tem ganhado destaque nos
últimos anos no Brasil e no mundo, principalmente em função
de tratar-se de recursos renováveis dentro da ótica de
sustentabilidade ambiental e seguindo a trajetória de substituição
ou produção de recursos até então extraídos da natureza.
Porém, mesmo se tratando de recursos renováveis, o
setor florestal, como a maioria das outras atividades produtivas,
produz grandes quantidades de sobras de menor valor
comercial, chamados tradicionalmente de resíduos. Sobras
estas que muitas vezes são destinadas erroneamente ao meio
ambiente, causando sérios problemas de poluição ambiental.
Dentro desta perspectiva, realizou-se o presente estudo, com
o objetivo de verificar alternativas de aproveitamento dos
resíduos florestais, bem como suas contribuições para
sustentabilidade ambiental da região de Lages (SC). Para
tanto, tomou-se como objeto de estudo o setor florestal da
região de Lages (SC) e mais especificamente a Unidade de
Co-geração Tractebel Energia, empresa consumidora de
biomassa dos resíduos das indústrias madeireiras, gerando
energia elétrica e vapor para indústrias locais. Verificou-se
que a referida empresa está aplicando conceitos e práticas
de sustentabilidade ambiental, podendo ser considerada uma
experiência modelo.

Palavras-chave

Agronegócio; Resíduos; Sustentabilidade.

Texto completo:

PDF