A CONTABILIDADE GERENCIAL E SUA RELAÇÃO COM A TEORIA INSTITUCIONAL E DA TEORIA DA CONTINGÊNCIA

Valnir Alberto Brandt

Resumo

A contabilidade gerencial como ferramenta de gestão, tem ao longo dos tempos, sofrido várias alterações em sua estrutura e forma de atuar pelos gestores. A teoria contábil normalmente tem-se focado no âmbito da contabilidade financeira, talvez por ela ser padronizada, diferentemente da contabilidade de gestão que os padrões são determinados pela própria empresa. A teoria da contingência procura explicar os fatores de mudança nas organizações oriundos de fatores externos ocasionados por uma contingência qualquer. A teoria institucional procura compreender e definir as alterações que possam ocorrer no âmbito das organizações oriundas de fatores internos, provocados por hábitos e costumes das pessoas ligadas a ela. Assim, este trabalho procura trazer a luz da teoria os conceitos pertinentes à contabilidade de gestão e relacionar suas mudanças de postura e comportamento através da teoria institucional e da teoria da contingência, para ao final verificar que grande parte das mudanças na contabilidade de gestão, à luz dos conceitos, pode ser atribuída aos fatores explicados pelas duas teorias objeto do presente estudo.

Palavras-chave

Ciências Contábeis

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.