DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO NA VISÃO DA ECONOMIA INSTITUCIONAL

MOISES PAIS DOS SANTOS, Amalia Maria Goldberg Godoy

Resumo

O presente artigo tem o objetivo de organizar e sintetizar as principais contribuições da Nova Economia Institucional sobre o desenvolvimento econômico e toma como referência de análise Douglass North, um dos fundadores da escola. Esta, por sua vez, rejeita parte do arcabouço neoclássico e considera as instituições, a história e o Estado como fatores fundamentais para explicar os diferentes níveis de desenvolvimento entre os países. Um dos elementos conclusivos fundamental é que estes novos pressupostos respondem a diversas situações reais que, até então, a teoria neoclássica tinha dificuldades em fazer. Quanto ao tema do artigo, pode-se concluir que não há um determinismo econômico e que não basta a importação de modelos ou a imposição legal de determinados condicionantes para que haja desenvolvimento. As instituições, as normatizações de cada país, as crenças sociais assim como a evolução histórica e a interpretação do mundo por parte dos empresários são fundamentais para que haja melhores desempenhos econômicos e sociais.

Palavras-chave

instituições, desenvolvimento econômico, Estado, Nova Economia Institucional

Texto completo:

PDF