O IMAGINÁRIO DA MULHER GAÚCHA EM RELAÇÃO AO COOPERATIVISMO

Angela Ester Mallmann Centenaro

Resumo

Nesta pesquisa, não nos propusemos a retratar em toda a sua amplitude o imaginário das mulheres em relação ao cooperativismo – uma tarefa intangível – mas alguns aspectos que julgamos importantes. Assim, é necessário ressaltar que este trabalho só foi possível a partir do acúmulo de conhecimento já adquirido pelas mulheres pesquisadoras no Brasil e no mundo, como também, o fato real de ter havido o movimento feminista. Pois, apesar de ter se equivocado em relação à negação do homem, o movimento mostrou que é possível existir um discurso da desigualdade e do desrespeito às mulheres em nossa sociedade. O objetivo central desta pesquisa, inserida na linha de pesquisa - associativismo e cooperativismo -, foi verificar como as mulheres percebem as modificações que estão ocorrendo no mundo do trabalho cooperativo rural e urbano, tanto nos planos político e administrativo, como industrial e financeiro-contábil que as circundam, e que soluções elas sugerem para resolver problemas locais sobre o tema abordado. A pesquisa de campo se realizou no distrito de Pinhal Alto, no município de Nova Petrópolis-RS, tentando captar como o imaginário feminino percebe na realidade empírica rural as mudanças assinaladas.

Palavras-chave

Ciências Econômicas; Sociologia; Cooperativismo

Texto completo:

PDF