AGRICULTURA FAMILIAR EM ASSENTAMENTOS NA AMAZÔNIA: DESEMPENHO ECONÔMICO DAS FAMÍLIAS NO PROJETO DE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL BONAL, ACRE

Raimundo Cláudio Gomes Maciel, Pedro Gilberto Cavalcante Filho, Dieime Lopes Souza, Geso Willian da Silva Marçal, Sarah Cristina Cavalcante Soares

Resumo

Nos anos 1970, o Governo Militar implantou o processo desenvolvimentista, culminando desapropriação das terras de várias famílias do meio rural, que incentivou a produção da atividade agropecuarista, ocasionando problemas sociais e ambientais. Destarte, o governo federal, através do INCRA, viabilizou uma reforma agrária no país, implantando vários projetos de assentamentos. Entretanto, mostraram-se ineficazes na resolução dos problemas da agricultura familiar. Recentemente, o INCRA criou novos modelos de assentamentos, como os Projetos de Desenvolvimento Sustentável (PDS), encaminhando adequadamente essa questão. Assim, o objetivo do trabalho é analisar e comparar os resultados econômicos das unidades produtivas das famílias assentadas no PDS Bonal, em Senador Guiomard, Acre, através dos períodos agrícolas de 2011/2012 e 2012/2013. Trabalha-se com indicadores de resultados econômicos específicos a este tipo de produção. Os resultados indicam uma evolução econômica favorável da atividade da agricultura familiar no assentamento, saindo do processo de especialização produtiva para um processo de diversificação produtiva.

Palavras-chave

Agricultura Familiar. Projetos de Assentamentos. Projeto de Desenvolvimento Sustentável. Amazônia. Avaliação Econômica.

Texto completo:

PDF