A ARTICULAÇÃO ENTRE NÍVEIS DE ATENÇÃO À SAÚDE: UMA ANÁLISE DO SUS EM PERNAMBUCO

JACKELINE AMANTINO ANDRADE

Resumo

Este artigo analisa a organização
de política de saúde considerando o processo
de regionalização do SUS tendo como objetivo
questionar a lógica dos modelos técnicoassistênciais
sob a perspectiva dos estudos
organizacionais. A partir de dois estudos de
casos realizados no estado de Pernambuco
levanta alguns questionamentos sobre as
formas de organização e articulação entre os
níveis de atenção à saúde. O método da
pesquisa foi o estudo de caso qualitativo e os
resultados apontaram para uma centralização
do processo de regionalização no nível
estadual e o predomínio de uma concepção de
sistema como estrutura distinta, própria às
abordagens da teoria dos sistemas sociais,
também baseada em práticas que se
aproximam de uma “burocracia leve”,
conforme abordam Courpasson e Clegg
(2006). Conclui-se, assim, que diante dessas
características é difícil compor a rede do SUS
como um meio de mediação considerando a
noção de situação de que trata Carlos Matus.

Palavras-chave

Política de saúde; organização de serviços; burocracia; sistemas; redes.

Texto completo:

PDF