REUVEN FEUERSTEIN: “EXPERIÊNCIA DE APRENDIZAGEM MEDIADA: UM SALTO PARA A MODIFICABILIDADE COGNITIVA ESTRUTURAL”

Neide Catarina Turra

Resumo


O objetivo, neste artigo, é demonstrar a contribuição de Reuven Feuerstein para a Experiência de Aprendizagem Mediada – EAM – a qual contribui para que sujeitos mediados se tornem capazes de superar limites na apreensão e na resolução de problemas, frente às demandas da contemporaneidade. A EAM, por meio dos critérios de mediação adotados – intencionalidade/reciprocidade, significado e transcendência – possibilita flexibilização para a mudança. Esses critérios apresentam características de mediação que possibilitam potencializar, nos sujeitos mediados, o desenvolvimento de modificabilidade estrutural cognitiva que se constitui na capacidade potencial do ser humano de transformar e de transformar-se, de resignificar conhecimentos, conceitos, habilidades e atitudes.

Palavras-chave


Experiência de Aprendizagem Mediada, Modificabilidade, Intencionalidade, Significado

Texto completo:

PDF


Direitos autorais



______________________________________________________________

Revista Educere et Educare

e-ISSN 1981-4712 — ISSN 1809-5208
Unioeste - Universidade Estadual do Oeste do Paraná
Campus de Cascavel
Programa de Pós-Graduação em Educação

Rua Universitária, 2069 - Jardim Universitário
Cascavel – Paraná - CEP: 85819-110
E-mail: educereeteducare@gmail.com