ARTE E COMEMORAÇÕES: ESTRATÉGIAS DE DIFUSÃO DAS IDEIAS POSITIVISTAS NOS PRIMEIROS ANOS DA REPÚBLICA NO BRASIL

Elisabete Leal

Resumo

Pontua a trajetória artística e obras dos artistas positivistas Eduardo de Sá e Décio Villares. Esse último, principalmente, teve grande participação nos debates que envolveram o mundo artístico neste período de transição para a República e contribuiu largamente para a fatura de obras artísticas de políticos republicanos. Discute a colaboração para a divulgação das ideias republicanas e para a criação de um repertório visual do panteão nacional. Apresenta-se algumas de suas obras e o perfil de alguns de seus encomendantes. A Arte positivista tinha um sentido pragmático e não de pura contemplação estética. Por ser uma das formas de operacionalização da memória e da emoção, a Arte era vital para o culto cívico que se pretendia popularizado, no Brasil. 

Palavras-chave

Positivismo; República; arte

Texto completo:

PDF