ATIVIDADE SOCIAL POLÍTICA E O CONHECIMENTO JURÍDICO MEDIADO PELO CIBERESPAÇO

Elaine Cristina Francisco Volpato

Resumo


As novas tecnologias de comunicação social no ciberespaço impactam substantivamente o processo social de conscientização, potencialmente possibilitando melhora no engajamento político (pleno e legítimo) do cidadão na governança pública. A informação jurídica, na medida em que se constitui uma garantia fundamental indispensável para romper com o conhecimento elitizado do direito, amplia o acesso a direitos básicos e fundamentais. O conhecer e o indignar-se são componentes indispensáveis do processo de conscientização pessoal e coletiva, quer sejam de direitos ou de obrigações, a partir da releitura crítica de questões de doutrina, de legislação e/ou de jurisprudência. A hipótese de pesquisa é que o acesso aberto e livre da informação jurídica aprimora e democratiza saberes jurídicos indispensáveis à convivência social. A pesquisa, ora proposta, é de caráter exploratório, bibliográfico e documental e foi incentivada pela iniciativa da Câmara dos Deputados, que criou o “Portal e-Democracia”, um espaço virtual criado com o objetivo de que a sociedade brasileira participe ativamente do processo legislativo, através da internet.

Palavras-chave


Direitos e Garantias Fundamentais; Informação jurídica; Acesso aberto ao conhecimento.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.17648/educare.v13i28.18789

Direitos autorais 2018 Educere et Educare

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

______________________________________________________________

Revista Educere et Educare

e-ISSN 1981-4712 — ISSN 1809-5208
Unioeste - Universidade Estadual do Oeste do Paraná
Campus de Cascavel
Programa de Pós-Graduação em Educação

Rua Universitária, 2069 - Jardim Universitário
Cascavel – Paraná - CEP: 85819-110
E-mail: educereeteducare@gmail.com