O LÚDICO NO ENSINO DE BIOLOGIA: O ALUNO COMO PROTAGONISTA

VANESSA CAROLINE FIORAVANTE, TAMYRIS PROENÇA BONILHA GUARNICA

Resumo

As atividades práticas e lúdicas, por vezes limitadas à educação infantil, são importantes para a promoção da criatividade, autonomia e participação ativa do aluno, em diferentes níveis escolares. Desenvolver, de forma lúdica, temas pertinentes à Biologia, a qual, cotidianamente, distancia-se da realidade dos alunos, amplia as possibilidades de uma aprendizagem prazerosa e significativa bem como confere aos alunos o protagonismo nas relações de ensino e de aprendizagem. A presente pesquisa visou propor metodologias diferenciadas que ampliam os processos de ensino e aprendizagem, em relação aos conteúdos do campo da Biologia. A pesquisa de campo foi realizada em uma escola pública com alunos do 1º ano do Ensino Médio. Os materiais didáticos utilizados são de baixo custo e de fácil acessibilidade, sendo que estes auxiliaram no desenvolvimento do conhecimento pertinente à saúde humana. As atividades pedagógicas propostas envolveram as múltiplas linguagens e a ludicidade, tais como: jogos lúdicos, teatro e composição de músicas educativas. Os resultados finais foram analisados qualitativamente à luz do levantamento bibliográfico, tendo em vista a participação e o envolvimento dos alunos nas atividades propostas, as relações interpessoais estabelecidas em sala e as possibilidades didático-metodológicas na abordagem do ensino de Biologia. Constata-se que as práticas e metodologias ativas, de natureza lúdica, envolvem os alunos na busca pelo conhecimento, bem como amplificam a relação entre professor, aluno e conhecimento e possibilitam alcançar uma aprendizagem significativa e prazerosa. Nesta perspectiva, para alcançar um ensino e a aprendizagem significativos é relevante associar a afetividade e relações interpessoais existentes entre professores e alunos às metodologias ativas e lúdicas.

Palavras-chave

Lúdico, Aprendizagem significativa, Ensino significativo

Texto completo:

PDF