CONTANDO HISTÓRIAS NO ENSINO MÉDIO: ESTRATÉGIA PARA ESTÍMULO À APRENDIZAGEM MATEMÁTICA

Flavio Pereira de Jesus, Ana Libania Alves Rodrigues, Márcia Regina Santana Pereira

Resumo

O ato de contar histórias, muito empregado na Educação Infantil e nos anos iniciais do Ensino Fundamental, traz uma série de benefícios aos estudantes. Aqueles que, sistematicamente, participam desta prática são apresentados a novas realidades e novos mundos de representação, o que pode significar um relevante ganho na aprendizagem. Teria esta prática similar benefício para os estudantes de Ensino Médio? Este questionamento motivou o desenvolvimento da experiência Contando histórias no Ensino Médio: estratégia para estímulo à aprendizagem matemática, relatada neste texto. Diferentemente da Educação Infantil e do Ensino Fundamental, a narração de histórias no Ensino Médio deve ter abordagem diferenciada, com adaptações em relação às narrativas direcionadas aos pequenos estudantes. Neste trabalho, o objetivo das histórias em sala de aula foi atrair a atenção do estudante secundarista e, a partir disso, iniciar tópicos de Matemática, servindo como motivação inicial. Devido à escassez de bibliografia de narração de histórias para adolescentes, este pesquisador buscou narrativas, inclusive com familiares, que tivessem relação com o conteúdo a ser abordado e com o dia a dia do estudante, valendo-se do esforço para alterações que pudessem contribuir com o êxito da prática. Após a observação sistematizada dos resultados da narração de histórias para adolescentes, verificou-se maior envolvimento dos estudantes nas aulas de Matemática, o que refletiu, inclusive, na melhoria das notas das avaliações aplicadas posteriormente.

Palavras-chave

Narração de histórias. Ensino Médio.

Texto completo:

PDF