"MEMÓRIAS PÓSTUMAS DE BRÁS CUBAS": LEITURAS CONTEMPORÂNEAS

Ana Paula de Lima, Gislaine da Silva, Tamara Jacobowski

Resumo

Memórias Póstumas de Brás Cubas é uma obra do escritor brasileiro Machado de Assis, publicada em 1881 e inaugurou o movimento realista no Brasil. A obra introduz um novo período na Literatura Brasileira, uma vez que muda o padrão encontrado nos romances escritos até então. Machado foi ousado e surpreendeu seu público, visto que até o narrador da obra é diferente do esperado. E essa é a finalidade do referido trabalho, analisar o romance a partir da visão de outros autores, mas tendo como foco de comparação a obra Esquema de Machado de Assis, de Antônio Cândido. Para tanto, deve-se primeiramente entender quais foram os pontos levantados por Antônio Cândido e depois as comparações com outros críticos. Sendo utilizados como base teórica os autores Antônio Cândido (1995), Davi Padilha Bonela (2012), Roberto Schwarz (1938) e Sílvia Maria Azevedo (1990).

Palavras-chave

Memórias Póstumas de Brás Cubas; Machado de Assis; Antônio Cândido.

Texto completo:

PDF