INTELIGÊNCIAS MÚLTIPLAS: UM ESTUDO NO CURSO DE SECRETARIADO EXECUTIVO DA UNIOESTE, CAMPUS DE TOLEDO-PR

Keila Raquel Wenningkamp, Luana França, Patrícia Stafusa Sala Battisti, Silvana Anita Walter

Resumo

Dois objetivos nortearam este estudo: a) identificar as inteligências múltiplas (IM) dos docentes e dos acadêmicos do Curso de Secretariado Executivo da Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste), Campus de Toledo; b) sugerir ações de ensino-aprendizagem que possam contribuir para a melhoria do desempenho acadêmico no curso. O estudo foi construído a partir da Teoria das Inteligências Múltiplas e justifica-se pela preocupação com a melhoria do desempenho acadêmico do curso, bem como do processo de ensino-aprendizagem. Em termos metodológicos, a pesquisa foi embasada na abordagem quantitativa, por meio da estratégia de levantamento de corte transversal (survey cross-sectional), de caráter descritivo. Como principais resultados, obteve-se a informação de que a inteligência musical é a mais desenvolvida pelos acadêmicos do Curso de Secretariado Executivo, seguida de perto pela inteligência intrapessoal e interpessoal. Já a menos desenvolvida é a lógico-matemática. Em relação aos docentes, a inteligência mais presente é a linguística, seguida da interpessoal e da intrapessoal. Em contraste, a inteligência menos presente é a naturalista, seguida da lógico-matemática. Observam-se, portanto, similaridades e diferenças entre as inteligências mais e menos desenvolvidas por ambos, acadêmicos e docentes, cuja reflexão sobre possíveis melhorias torna-se importante para maior eficiência no processo de ensino-aprendizagem no Curso de Secretariado Executivo.

Palavras-chave

Inteligências Múltiplas. Secretariado Executivo. Unioeste.

Texto completo:

PDF