A CARTOGRAFIA COMO UM SISTEMA DE SIGNOS

Mafalda Nesi Francischett

Resumo

As estruturas narrativas têm valor de sintaxes espaciais. Todo relato é um relato de viagem, uma prâtica do espaço tem a ver com as táticas cotidianas cartográficas que por si produzem geografias de ações. Nos detemos a categoria da semiótica que estuda a cultura, como uma metalinguagem espacial, que considerando apenas ações narrativas que permitem precisar algumas formas elementares das práticas organizadoras de espaço, o "mapa". O relato do espaço é articulado por uma focalização enunciadora de signos chamada Cartografia.

Texto completo:

PDF