O REFLEXO DA SUCESSÃO FAMILIAR DA ZONA RURAL NAS RELAÇÕES COOPERATIVISTAS: O CASO DE UMA COOPERATIVA AGROINDUSTRIAL

Vilmar Rodrigues Moreira, Ailton José Cecato, Carlo Renato Borges, Alex Sandro Quadros Weymer

Resumo

O objetivo deste estudo foi investigar de que maneira as decisões sobre sucessão familiar de jovens agricultores podem influenciar nas relações cooperativistas. A estratégia de pesquisa escolhida foi o survey, com um corte transversal de temporalidade, por meio de um questionário estruturado como instrumento de coleta de dados composto por perguntas objetivas e de múltiplas escolhas direcionado a jovens agricultores, permitindo análises que foram complementadas a partir da  aplicação de entrevista semiestruturada direcionada à Cooperativa Agroindustrial Consolata Ltda. Foi possível concluir que, na região estudada, está emergindo uma geração de agricultores que terá um maior nível de profissionalização, com aumento da presença feminina no campo, trabalhando com propriedades maiores e mais diversificadas. Essa realidade deverá produzir reflexos nas relações cooperativistas, uma vez que as expectativas e aspirações destes futuros associados serão diferentes das expectativas dos fundadores da Cooperativa.

Palavras-chave

Sucessão familiar; Cooperativismo; Agronegócio.

Texto completo:

PDF