ESTRUTURA PRODUTIVA NAS MESORREGIÕES DO NORDESTE BRASILEIRO: UMA ANÁLISE FATORIAL

Denis Fernandes Alves, Francisco do O' de Lima Júnior, Rogério Moreira de Siqueira, Pedro José Rebouças Filho

Resumo

O objetivo deste trabalho é propor um Índice de Estrutura Produtiva do Nordeste (IEPN) construído a partir de variáveis que buscam evidenciar a diversificação e integração da estrutura produtiva em uma análise por mesorregiões no Nordeste, observando o grau de produtividade e elaborando um ranking dessas mesorregiões. Utilizou-se a técnica estatística multivariada de análise fatorial pelo método de componentes principais para o ano de 2014. Constatou-se que as 18 variáveis selecionadas para o estudo explicam 95,80% da variância total dos dados e, as 5 mesorregiões que apresentaram alta grau de produtividade se localizam nos estados de Alagoas, Bahia, Ceará e Pernambuco. Por fim, o índice mostrou que a maioria das mesorregiões possuem baixos níveis de produtividade. O índice também mostrou que há disparidades intraestaduais, como é o caso do Ceará em que a diferença de estruturas produtivas entre as mesorregiões litorâneas e interioranas.

Palavras-chave

Desenvolvimento Regional, Estrutura Produtiva, Análise Fatorial, Nordeste.

Texto completo:

PDF