Impacto de barreiras nâo-tarifárias sobre a competitividade da cadeia produtiva de manga tipo exportação do nordeste do Brasil

Jaênes Miranda Alvez, Mônica de Moura Pires

Resumo

O objetivo principal deste trabalho foi analisar o impacto de barreiras não-tarifárias sobre a competitividade da cadeia produtiva de manga tipo exportação do Nordeste do Brasil para o mercado americano. Para esta análise utilizaram-se os indicadores de competitividade, de vantagem comparativa e os de efeitos de políticas governamentais sobre a cadeia produtiva. Esses indicadores foram obtidos por meio da matriz de análise de política. Os dados utilizados referem-se ao ano de 2000, os preços foram atualizados pelo IGP-DI de 2003 da FGV. Os resultados apresentados pelas variáveis e indicadores privados e sociais permitem concluir, que as cadeias produtivas analisadas apresentam tanto vantagens competitivas quanto comparativas, mesmo sob efeitos negativos de políticas públicas e de barreiras não-tarifárias impostas pelo governo americano para importação da manga brasileira. Tal competitividade poderia ser maior caso não houvesse as exigências de importação. Portanto, a produção de manga para exportação apresenta perspectivas favoráveis e tendência de expansão, apesar dos "desincentivos" realçados pelos indicadores.

Texto completo:

PDF