Agricultura Familiar e Desenvolvimento Paranaense entre 1996 e 2006

Christian Luiz da Silva, Caio Cezar Zerbato, Weimar Freire Da Rocha Jr

Resumo


A agricultura familiar é relevante para o processo de modernização tecnológica do agronegócio brasileiro e, principalmente, tem fortes laços regionais. Dessa forma, a agricultura familiar é amortecedora das crises no setor agrícola e agente de desenvolvimento local, mas questiona-se, com este trabalho, se a agricultura familiar constitui-se moderna e competitiva, potencializando o desenvolvimento local sustentável e a melhoria da qualidade de vida no campo. O objetivo geral deste trabalho foi avaliar se as regiões geográficas paranaenses com um modelo agrícola predominante pautado na agricultura familiar possuem melhores indicadores sociais e econômicos. Trata-se de um método de pesquisa aplicado, com estatística descritiva e de correlação entre indicadores socioeconômicos e dos dados do censo Agropecuário de 1995/1996 e 2006.  Como resultado observou-se que onde a agricultura familiar é predominante verifica-se melhores indicadores econômicos e sociais. Ainda, o estudo demonstrou como esse modo de produção caracteriza-se por ser o maior gerador de empregos no meio rural e promover a sustentabilidade ambiental na agricultura.


Palavras-chave


agricultura familiar; Paraná; desenvolvimento; indicadores socioeconômicos.

Texto completo:

PDF


INFORME GEPEC


e-ISSN: 1679-415X — ISSN: 1676-0670 (descontinuado em 2010)

Unioeste
Universidade Estadual do Oeste do Paraná
Campus de Toledo
Informe Gepec- PGDRA
Rua da Faculdade, 645
Jardim La Salle - Toledo - Paraná
85903-000

[
revista.gepec@gmail.com ]