Perspectiva das Organizações Públicas na Consolidação de Cadeia Produtiva do Agronegócio Leite

Moacyr Boris Maia, Mariluce Paes-de-Souza, Theophilo Alves Souza Filho

Resumo

Este artigo tem como objetivo apresentar a perspectiva das organizações públicas sobre a consolidação da cadeia produtiva do agronegócio leite em Rondônia. O estudo se refere à pesquisa realizada em dois momentos juntos as instituições que integram o ambiente organizacional da cadeia produtiva do agronegócio leite no estado. A primeira pesquisa buscou conhecer a percepção dos técnicos que compõem estas instituições, considerando que estes exercem influência sobre a cadeia. O referencial teórico está focado nos conceitos sobre cadeias produtivas; ambiente institucional; ambiente organizacional e dados disponíveis sobre a cadeia produtiva do agronegócio leite em Rondônia, e ainda as políticas públicas vigentes. A metodologia aplicada contou com uma primeira pesquisa primária com aplicação de um questionário, com questões abertas e fechadas, a investigação atingiu aproximadamente 82% do universo da pesquisa e o resultado mostrou divergência entre os técnicos, sobre as características dos produtores rurais, bem como tendência para concordância quanto a atuação do ambiente organizacional. O segundo estudo teve como base os instrumentos formais de gestão das organizações pesquisadas, Associação de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Rondônia - EMATER, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - EMBRAPA; Superintendência Federal de Agricultura de Rondônia – SFA/RO; Agência de Defesa Sanitária Agrosilvopastoril do Estado de Rondônia – IDARON; e a Secretaria de Estado da Agricultura, Pecuária e de Desenvolvimento Social do Estado de Rondônia – SEAPES, de onde foram extraídos dados e informações sobre fatores centrais para a consolidação da cadeia.  O resultado mostrou que as ações não sanam definitivamente as necessidades mais favorecem a melhoria do desenvolvimento da cadeia, o que corrobora com a percepção dos técnicos.

Palavras-chave

Cadeia produtiva, Ambiente Institucional, Ambiente Organizacional, Agronegócio

Texto completo:

PDF