Análise dos Impactos Ambientais no Oeste Catarinense e das Tecnologias Desenvolvidas pela Embrapa Suínos e Aves

Christian Luiz da Silva, Nádia Solange Schmidt Bassi

Resumo

Os impactos ambientais decorrentes da suinocultura têm aumentado nos últimos anos, em decorrência da adoção do sistema intensivo de criação de suínos.  A suinocultura constitui um dos pilares da economia no este de Catarinense. Apesar da inegável importância desta atividade para o desenvolvimento regional, os impactos econômicos,  sociais  e principalmente  ambientais, decorrentes da mesma têm gerado preocupação tanto dos órgãos públicos como dos privados.  A Embrapa Suínos e Aves, instituição pública de pesquisa, tem envidado esforços na tentativa de buscar soluções ou, ao menos, minimizar estes impactos, por meio do desenvolvimento tecnologias ambientais que possam ser utilizadas pelos suinocultores da região. Apesar da intensificação das pesquisas pela instituição, é necessário considerar que o problema da gestão dos dejetos de suínos é complexo e não existe uma solução à curto prazo. Outro fator agravante é que o ritmo de crescimento da atividade e conseqüentemente de seus impactos, é bem maior do que das tecnologias geradas, o que demonstra a necessidade de medidas prospectivas para buscar o equilíbrio nesta relação.

Palavras-chave

Suinocultura, impacto ambiental, Desenvolvimento regional, Santa Catarina, Embrapa Suínos e Aves, Tecnologias ambientais

Texto completo:

PDF