Universidade e Desenvolvimento: a concepção de desenvolvimento da UTFPR Câmpus Pato Branco

Joelma Busato, Maria de Lourdes Bernartt

Resumo

O presente artigo visa apresentar a concepção de desenvolvimento da UTFPR Câmpus Pato Branco a partir de pesquisa desenvolvida no Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Regional da mesma universidade. Para tanto, fez-se uso da abordagem qualitativa, com a investigação pautada em três fontes: documentos institucionais, fala dos dirigentes do Câmpus e participação do mesmo em uma instância de desenvolvimento presente na região, o Grupo Gestor do Território Sudoeste do Paraná (GGETESPA). Os resultados evidenciaram a carência de clareza do Câmpus em relação ao desenvolvimento, bem como a carência de uma política institucional consistente sobre desenvolvimento. Embora nas falas dos entrevistados tenham predominado menções que evidenciam uma visão economicista de desenvolvimento, o Câmpus apresenta iniciativas relevantes que vêm contribuindo com discussões e ações em torno do desenvolvimento da região sudoeste do Paraná. Pode-se concluir que a UTFPR Câmpus Pato Branco, inserida nas contradições da sociedade capitalista, é reflexo dessas contradições. Portanto, falar em desenvolvimento no interior de uma universidade é considerar o quanto esta vem sendo influenciada e cobrada pelas novas necessidades do capital e o quanto ela pode contribuir para o enfrentamento dessa realidade, apresentando possibilidades e limites à construção de um projeto emancipador de educação e de desenvolvimento.

Palavras-chave

Desenvolvimento; Desenvolvimento Regional; Universidade Tecnológica Federal do Paraná Câmpus Pato Branco; Sudoeste do Paraná.

Texto completo:

PDF