A Adesão ao padrão-ouro e seus determinantes cliométricos: o caso do Brasil

Cláudio D. Shikida, Clarice Sollero Lemos, Ari Francisco Araujo Jr

Resumo


Esta nota objetiva investigar, econometricamente, os determinantes da adoção do padrão-ouro por parte do Brasil. A literatura destaca a importância dos preços das commodities (café e borracha), dos problemas inflacionários, da credibilidade inerente ao padrão-ouro, das crises econômicas (choques externos) e internas na decisão de um governo permanecer (ou aderir ao padrão) ou abandonar o padrão-ouro. Os coeficientes estimados apresentaram os sinais esperados, com destaque para a credibilidade e a inflação, mas oposto ao esperado para o coeficiente da dummy de choques externos. Apresenta-se também uma discussão sobre o impacto marginal de cada variável ao longo dos anos da amostra.

Palavras-chave


Cliometria; Padrão Ouro; Brasil

Texto completo:

PDF


INFORME GEPEC


e-ISSN: 1679-415X — ISSN: 1676-0670 (descontinuado em 2010)

Unioeste
Universidade Estadual do Oeste do Paraná
Campus de Toledo
Informe Gepec- PGDRA
Rua da Faculdade, 645
Jardim La Salle - Toledo - Paraná
85903-000

[
revista.gepec@gmail.com ]