INDÍCIOS SOCIOLINGUÍSTICOS EM COMPÊNDIO DE NORMAS: UMA ANÁLISE A PARTIR DA OBRA DE INFANTE

Thiago Soares de Oliveira, Sérgio Arruda de Moura

Resumo

:  O artigo objetiva refletir e demonstrar, com fundamentação teórica nos autores da Sociolinguística, como o normativismo que reveste a disciplina gramatical, normalmente considerada rígida e inflexível pelo adeptos da Linguística do Texto, é conduzido de forma distinta no Curso de Gramática Aplicada aos Textos, de Ulisses Infante, ou seja, de modo mais transigente e sensível ao contexto social do indivíduo, apontando para uma evolução, ainda que lenta, do uso da chamada norma-padrão da língua. Para isso, adota-se a pesquisa bibliográfica e a abordagem qualitativa, a fim de que sejam apreciados alguns trechos em que o autor se mostra propenso a dar à Língua Portuguesa um tratamento social semelhante ao que é proposto pela perspectiva sociolinguística, de sorte que se possa ponderar acerca de uma possível mudança na maneira de orientar os estudos de gramática da Língua Portuguesa. Ao fim, evidencia-se que a abordagem proposta pelo compêndio gramatical representa uma evolução no que se refere tratamento normalmente dispensado à disciplina gramatical, eis que considera diversos preceitos sociolinguísticos.

Palavras-chave

Sociolinguística, Ensino de Gramática, Educação.

Texto completo:

PDF