A CONCORDÂNCIA VERBAL DE 3ª PESSOA DO PLURAL EM PELOTAS/RS

Dirce Welchen

Resumo

O artigo analisa a concordância verbal de 3ª pessoa do plural com base em entrevistas de 90 informantes que compõem o VarX – Banco de Dados Sociolinguísticos Variáveis por Classe Social de Pelotas/RS –, estratificados conforme gênero, classe social, faixa etária: 45 do gênero masculino e 45 do feminino; 30 da classe social média alta, 30 da média baixa  e 30 da baixa; 30 da faixa etária entre 16 e 25 anos, 30 da faixa etária entre 26 e 49 anos e 30 da faixa etária com mais de 50 anos. Utilizamos metodologia quantitativa, a partir da  interface Windows para o Varbrul e formulário de codificação de dados.Os resultados mostram que, em Pelotas, há variação de concordância verbal de 3ª pessoa do plural, mas com predomínio do uso da marca, uma vez que existe presença de desinências verbais em 4.317 contextos (de um total de 5.263), perfazendo 82%, e em 945 contextos não ocorrem marcas de concordância, totalizando 18%. Também, constatamos, com base no resultado das variáveis sociais, que há indícios de aquisição de concordância verbal de 3ª pessoa do plural, visto que há um aumento gradual de emprego de marcas de concordância, cuja direção é dos informantes mais velhos para os mais novos, sendo que os mais novos apresentam maiores percentuais e peso relativo de emprego de desinências verbais de 3ª pessoa do plural.  

 

PALAVRAS-CHAVE: Concordância verbal. Pelotas. Variação Linguística.

Palavras-chave

Concordância verbal. Pelotas. Variação Linguística.

Texto completo:

PDF Sem título