VESTIR-SE DE SI: SOBRE IDENTIDADE E REPRESENTAÇÃO NAS TIRAS DE MURIEL/LAERTE

Rafaela Veloso

Resumo

A questão da identidade está em voga – na teoria social, na prática política e, como não poderia deixar de ser, nos estudos em linguagem. De diversas maneiras e sob as mais variadas abordagens, ela tem sido problematizada. Neste texto, interessa-nos, especialmente, a relação entre identidade e representação e a sua formação como uma produção discursiva. A identidade diz respeito a um conjunto de características próprias pelas quais um sujeito é reconhecível e conhecido na sociedade, ao passo que o sujeito é construído pelos discursos que o constituem. Assim, sob o viés da Análise do Discurso e considerando a perspectiva dos Estudos Culturais, iremos observar o discurso sobre a identidade de gênero presente em algumas tiras da personagem Muriel da cartunista Laerte, que em 2009 adotou a prática do crossdressing. A escolha deste objeto de estudo foi motivada principalmente pelo aspecto atual da temática exposta nas tiras, por mobilizar vários discursos e por problematizar, através da arte e do humor, uma experiência marcante e controversa em nossa sociedade. O nosso objetivo é observar em que medida as suas tiras revelam uma necessidade de exposição, informação e afirmação a respeito de uma determinada prática identitária e, a partir disso, examinar as práticas discursivas que constituem – e contribuem para – essa identidade específica. Nós entendemos que a experiência pessoal de Laerte tem motivado o discurso veiculado em seus trabalhos recentes. Uma expressão e exposição da identidade que fala de/por si e de/para muitos. 

Palavras-chave

Discurso; Identidade; Muriel

Texto completo:

PDF