GÊNEROS DO DISCURSO, DIALOGISMO E HIBRIDIZAÇÃO

Rodrigo Acosta Pereira, Patrícia Rodrigues da Silveira, Ana Carolina de Souza Ostetto

Resumo

Sob um olhar (in)transdisciplinar, objetivamos neste artigo, a partir dos escritos do Círculo de Bakhtin (BAKHTIN, 2003[1979]; 1998[1975]; 2008[1963]; BAKHTIN/VOLOCHÍNOV, 2006[1929]; MEDVIÉDEV, 2012[1928]) discutir a relação entre enunciado e hibridização, visando construir inteligibilidades acerca dos gêneros híbridos, em especial, para este estudo, gêneros híbridos da esfera do jornalismo. Para tanto, seguimos uma rota teórico-epistemológica e metodológica a partir dos escritos do Círculo de Bakhtin e selecionamos textos-enunciados do gênero talk show. Acreditamos que o estudo seja relevante, pois não apenas corrobora a importância de consociar diálogos entre a Linguística Aplicada e Análise de Discurso, ratificando a crescente permeabilidade entre as fronteiras disciplinares em busca da compreensão da vida social contemporânea (MOITA LOPES, 2006) como, em adição, contribui para sedimentar olhares plurais em torno dos gêneros do discurso no campo de análise bakhtiniana de discurso/de enunciado.

Palavras-chave

Gêneros do discurso; dialogismo e hibridização

Texto completo:

PDF