O TRÁGICO EM MACHADO DE ASSIS: ANÁLISE DO CONTO SINGULAR OCORRÊNCIA

Rogério de ALMEIDA

Resumo


Este artigo tem como objetivo analisar a presença do trágico, definido como realidade não-interpretável, no conto Singular Ocorrência, do escritor brasileiro Machado de Assis. Partindo de referências bibliográficas calcadas em Clemént Rosset e Nietzsche, a análise fenomenológica procura descrever o enredo do conto e os nós que tornam a narrativa um exemplo de ocorrência não interpretável, portanto, sua constituição trágica.

 


Palavras-chave


Literatura, Machado de Assis, Filosofia, Trágico.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5935/rl&l.v10i19.2433

Direitos autorais



Revista Línguas & Letras

 


e-ISSN: 1981-4755 — ISSN: 1517-7238

Unioeste - Universidade Estadual do Oeste do Paraná
Campus de Cascavel
Programa de Pós-Graduação em Letras 

Rua Universitária, 2069 - Jardim Universitário
Cascavel – Paraná - CEP: 85819-110

| revistalinguaseletras@gmail.com |