O Que é um Gênero Para A Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo O Futuro?

Tatiana Simões Luna

Resumo


O objetivo deste trabalho é investigar a noção de gêneros construída pela Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro (OLPEF), observando como se dá o processo de apropriação e de reelaboração dos pressupostos bakhtinianos acerca dos gêneros do discurso, tidos como uma das principais balizas teóricas desse Programa. A análise é centrada nos documentos dedicados ao gênero crônica, por nós escolhido, dentre os outros explorados pela OLPEF, devido à sua constituição discursiva ambivalente, jornalística e literária. Para tanto, são considerados documentos relativos à 5ª edição da OLPEF, realizada em 2016: textos publicitários, Caderno do Professor e outros textos de cunho pedagógico na medida em que tratam dos objetos de nossa pesquisa, os gêneros e a crônica. Esse estudo está alicerçado nos escritos de Bakhtin e de estudiosos contemporâneos de suas obras, bem como incursiona na proposta teórico-metodológica da Escola de Genebra, por também ser referendada pela OLPEF como um de seus pilares. Os resultados apontam para uma oscilação teórica nas concepções apresentadas sobre gênero e para uma sobreposição da perspectiva genebrina frente aos preceitos bakhtinianos no tratamento dado à crônica.


Palavras-chave


Gêneros do discurso. Crônica. Bakhtin. Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro.

Texto completo:

PDF

Referências


AMARAL, Helena. Como e por que trabalhar com gêneros textuais na Olimpíada. 2008. Disponível em: < https://www.escrevendoofuturo.org.br/conteudo/biblioteca/nossas-publicacoes/revista/artigos/artigo/1357/como-e-por-que-trabalhar-com-generos-textuais-na-olimpiada>. Acesso em: 25 abr. 2018.

_____. Oficina sobre sequência didática. Disponível em: . Acesso em: 25 abr. 2018.

AMORIM, Marília. Cronotopo e exotopia. In: BRAIT, B. (org.). Bakhtin: outros conceitos-chave. São Paulo: Contexto, 2006. p.95-114.

BAKHTIN, Mikhail. [1952-1953] Os gêneros do discurso. In: _____. Os gêneros do discurso. 6. ed. Tradução de Paulo Bezerra. São Paulo: Martins Fontes, 2016a. p.11-69.

_____. [1959-1961] O texto na linguística, na filologia e em outras ciências humanas. In: _____. Os gêneros do discurso. 6. ed. Tradução de Paulo Bezerra. São Paulo: Martins Fontes, 2016b. p.71-107.

_____. [1970] A ciência da literatura hoje. In:_____. Notas sobre literatura, cultura e ciências humanas. Tradução de Paulo Bezerra. São Paulo: Editora 34, 2017. p.9-19.

BEZERRA, Benedito G. A propósito da “síntese brasileira” nos estudos de gêneros. Revista de Estudos da Linguagem, Belo Horizonte, v. 24, n.2, p.465-491, 2016.

BRITTO, L. P.L. Lendo (n) o mundo dos textos: formas de ler e fazer os textos da Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro. Na Ponta do Lápis, ano VIII, n.20, p.36-43, jul. 2012.

CAMPOS, Maria Inês Batista. Bakthtin e o ensino de língua materna no Brasil: algumas perspectivas. Conexão Letras , v. 11, p. 123-137, 2016.

DOLZ, Joaquim. A Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro: uma contribuição para o desenvolvimento da aprendizagem da escrita. In: LAGINESTRA, M.A.; PEREIRA, M.I. A ocasião faz o escritor: caderno do professor. São Paulo: Cenpec, 2016, p.9-15.

_____; SCHNEUWLY, Bernard. Gêneros e progressão em expressão oral e escrita – elementos para reflexões sobre uma experiência suíça (francófona). In: _____; _____ et al. Gêneros orais e escritos na escola. Campinas/SP: Mercado de Letras, 2004. p.41-70.

_____; NOVERRAZ, Michèle; SCHNEUWLY, Bernard. Sequências didáticas para o oral e a escrita: apresentação de um procedimento. In: DOLZ, J.; SCHNEUWLY, B. et al. Gêneros orais e escritos na escola. Campinas/SP: Mercado de Letras, 2004. p.95 -128.

GERALDI, João W. Portos de passagem. 4 ed. SP: Martins Fontes, 1997.

GOMES-SANTOS, S. N. O trabalho do professor e seus gestos didáticos. Na Ponta do Lápis, ano XII, n. 27, p.12-17, ago. 2016.

GRILLO, Sheila V. de C. Esfera e campo. In: BRAIT, B. (org.) Bakhtin: outros conceitos-chave. 2 ed. São Paulo: Contexto, 2012. p.133-160.

. Épistémologie et genres du discours dans le cercle de Bakhtine. Linx [En ligne], Nanterre, n. 56, p.19-36, 2007. Disponível em: . Acesso em: 24 fev. 2017.

LAGINESTRA, Maria A.; PEREIRA, Maria I. A ocasião faz o escritor: caderno do professor: orientação para produção de textos. 5. ed. SP: CENPEC, 2016.

MACHADO, Irene. Gêneros discursivos. In.: BRAIT, B. (org.). Bakhtin: conceitos-chaves. São Paulo: Contexto, 2005. p.151-166.

MADI, S. Sequência didática: por que trilhar o caminho proposto. Na Ponta do Lápis, ano IX, n. 23, p.16-21, dez.2013.

OLIMPÍADA de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro. Regulamento. SP: Cenpec, 2016.

PORTAL da Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro. 2018. Disponível em: . Acesso em: 17 fev. 2018.

RANGEL, Egon. GARCIA, Ana L. M. A Olimpíada de Língua Portuguesa e os caminhos da escrita na escola pública: uma introdução. Cadernos Cenpec, São Paulo, v.2, n.1, p.11-22, jul. 2012.

. O que precisariam dizer os textos dos alunos? Caminhos da escrita. In: . (org.) Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro: O que nos dizem os textos dos alunos? São Paulo: Cenpec, Fundação Itaú Social, 2011, p.60-71.

SCHNEUWLY, Bernard. Gêneros e tipos de discurso: considerações psicológicas e ontogenéticas. In: _____; DOLZ, Joaquim et al. Gêneros orais e escritos na escola. Campinas/SP: Mercado de Letras, 2004. p.21-39.

SOBRAL, Adail. Do dialogismo ao gênero: as bases do pensamento do Círculo de Bakhtin. Campinas: Mercado de Letras, 2009.

VIANNA, Rodolfo. O gênero jornalístico informativo pela perspectiva do Círculo de Bakhtin. In: BRAIT, B.; MAGALHÃES, A. S. (org.). Dialogismo: teoria e(m) prática. São Paulo: Terracota, 2014. p.54-74.

ZELMANOVITS, Cris.. O que está em jogo quando avaliamos os textos dos alunos. Na Ponta do Lápis, ano VI, n. 14, p.8-11, jul. 2010.




Direitos autorais 2020 Línguas & Letras

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Revista Línguas & Letras

 


e-ISSN: 1981-4755 — ISSN: 1517-7238

Unioeste - Universidade Estadual do Oeste do Paraná
Campus de Cascavel
Programa de Pós-Graduação em Letras 

Rua Universitária, 2069 - Jardim Universitário
Cascavel – Paraná - CEP: 85819-110

| revistalinguaseletras@gmail.com |