MEMÓRIA E REDEMOCRATIZAÇÃO: DISCURSOS, PROJETOS POLÍTICOS E CONSELHOS GESTORES MUNICIPAIS

Gustavo Biasoli ALVES

Resumo


Discute-se as concepções de sociedade civil, papel, modelo de Estado, participação e cidadania nos discursos de Conselheiros Gestores focando a memória das lutas pela redemocratização na construção destes conceitos. Discute-se o papel que a memória desempenha no embate entre projetos políticos (neoliberal e democrático-participativo) que têm eco nos Conselhos. O estudo se baseia na memória discursiva, e também nos conceitos de momento, elemento e articulação formulados por Laclau e Mouffe. As perguntas e hipóteses que nos guiam são: Que conhecimento tem os conselheiros sobre o passado e como o significam? Como concebem Sociedade Civil, Estado, democracia e participação? Qual o papel da memória aí? Estão presentes elementos do passado no discurso dos conselheiros com resignificações dos projetos em disputa. A memória tem um papel destacado no sentido de trazer à tona e resignificar o passado.


Palavras-chave


Conselhos Municipais; Sociedade Civil; Redemocratização; Memória.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5935/rl&l.v10i19.2436

Direitos autorais



Revista Línguas & Letras

 


e-ISSN: 1981-4755 — ISSN: 1517-7238

Unioeste - Universidade Estadual do Oeste do Paraná
Campus de Cascavel
Programa de Pós-Graduação em Letras 

Rua Universitária, 2069 - Jardim Universitário
Cascavel – Paraná - CEP: 85819-110

| revistalinguaseletras@gmail.com |