RUMO À CULTURA OCIDENTAL: A TRAJETÓRIA DE NAZNEEN EM BRICK LANE, DE MONICA ALI

Nelci Alves Coelho Silvestre

Resumo

RESUMO: Este artigo propõe analisar a representação da mulher diaspórica no romance Brick Lane (2003), de Monica Ali. A personagem feminina em questão é representada por uma bangladeshiana que se muda para a Inglaterra após um casamento arranjado com Chanu, também bangladeshiano, que vivia em Londres. O objetivo desse artigo é investigar de que maneira a protagonista é representada no romance, tendo em vista não só sua experiência em Londres, mas também sua vida em Bangladesh, seu país de origem. A metodologia de investigação baseia-se em textos teóricos que discutem a objetificação da mulher, silenciamento e tentativas de agência desenvolvidos por Ashcroft (1998), Bhabha (1991), Said (2007), Spivak (1987) e outros. Os resultados da pesquisa mostram que a subjetividade da protagonista é construída a partir de uma mulher submissa, sem ambições para uma mulher moderna e independente.

Palavras-chave

Literatura Negra Britânica; Brick Lane

Texto completo:

PDF