A CONTENÇÃO DE PALAVRAS E AÇÕES PERANTE O PODER: EFEITOS AO SER HUMANO REPRESENTADOS NO TESTEMUNHO DO ROMANCE SEM PALAVRAS

Carla Luciane Klôs Schöninger

Resumo

O presente artigo investe no estudo investigativo da representação dos efeitos da contenção de palavras e ações do ser humano perante o poder. Tais efeitos são representados no testemunho da obra Romance sem palavras de Carlos Heitor Cony. Neste texto, o autor instaura elementos de repressão política.  Numa época em que o regime ditatorial vigorava em terras brasileiras. O objetivo deste artigo é destacar um conjunto de fragmentos da narrativa evidenciados pelo testemunho e vivência do protagonista. Apesar de esta ser uma produção de caráter ficcional, como o próprio título já diz, há um verdadeiro jogo entre o real e o imaginário, já que o próprio autor da obra viveu a realidade da ditadura.

PALAVRAS-CHAVE: Representação. Confinamento. Ditadura. Testemunho. Real/imaginário.

Palavras-chave

Representação. Confinamento. Ditadura. Testemunho. Real/imaginário.

Texto completo:

PDF