LITERATURA OUTSIDER PARA UMA CIDADE ESTABELECIDA: A INFLUÊNCIA DO CAMPO LITERÁRIO E DO CAMPO CURRICULAR NA CONSTRUÇÃO DO PROJETO DA CIDADE DE CURITIBA NA DÉCADA DE 1990 E INÍCIO DO SÉCULO XXI

Valéria Milena Rohrich Ferreira, Evelyn Bernardo Rodrigues Romano

Resumo

O campo literário produziu diversos escritores que realizaram múltiplas leituras da cidade de Curitiba na década de 1990 e início do século XXI, inclusive, questionando o projeto da cidade daquele momento. Investiga-se se esta literatura foi absorvida tanto pelo currículo oficial da rede municipal de ensino quanto pelo currículo em ação daquele período. Para tal foram analisados diversos materiais curriculares que chegaram às escolas da rede, bem como, entrevistados professores que trabalharam em sala de aula no período analisado. De modo geral percebeu-se que o currículo oficial apresentava ideias de cidade e literatura que reforçavam o modelo “estabelecido” de urbe (estabelecidos/outsiders, conceitos utilizados a partir de Elias), como, por exemplo, a literatura paranista. Sobre o currículo em ação, os dados coletados demonstraram que a maioria dos professores entrevistados, tanto não reconhecia a literatura e as ideias paranistas quanto não trabalhava com possibilidades literárias que fizessem um contraponto às leituras oficiais da cidade.

Palavras-chave

Literatura e Currículo de Ensino Fundamental. Curitiba. Norbert Elias

Texto completo:

PDF