POR UMA CONCEPÇÃO SOCIOINTERACIONISTA DA LINGUAGEM: ORIENTAÇÕES PARA O ENSINO DA LÍNGUA PORTUGUESA

Terezinha da Conceição Costa-Hübes

Resumo


Este texto reflete sobre a concepção sociointeracionista da linguagem e, a partir disso, a pressupõe como base para encaminhamentos didático-metodológicos do ensino da língua e, na mesma medida, a relaciona às práticas sociais de uso, o que significa compreender as interações como fundamentais para o processo de desenvolvimento e aprendizagem do ser humano. Para tanto, retoma um pouco o que disse Vygotsky sobre as relações de interação como favoráveis ao desenvolvimento da linguagem, já que são facultados à linguagem e às interações sociais a gênese e o desenvolvimento cognitivo. Pensamos a linguagem, sob o viés teórico, como fato histórico, resultado de ações coletivas que os homens desenvolvem, no processo de trabalho, ao longo de sua história.

Palavras-chave


Linguagem; Ensino; Interação

Texto completo:

PDF


Direitos autorais



Revista Línguas & Letras

 


e-ISSN: 1981-4755 — ISSN: 1517-7238

Unioeste - Universidade Estadual do Oeste do Paraná
Campus de Cascavel
Programa de Pós-Graduação em Letras 

Rua Universitária, 2069 - Jardim Universitário
Cascavel – Paraná - CEP: 85819-110

| revistalinguaseletras@gmail.com |