VARIAÇÃO LINGUÍSTICA NA IMPRENSA IMIGRANTISTA PORTUGUESA

Hosana dos Santos Silva

Resumo


Neste artigo, discutimos alguns aspectos da complexa experiência social e linguística dos imigrantes portugueses radicados no Brasil, na passagem do século XIX ao XX. Mais especificamente, descrevemos e analisamos os padrões de ordenação dos clíticos pronominais em um conjunto de textos publicados na imprensa imigrantista lusitana. Levamos em conta, nessa abordagem, as condições sociais de produção e reprodução linguísticas, isto é, a estrutura de relações subjetivas e objetivas subjacentes às escolhas desses falantes. 


Palavras-chave


imigração portuguesa, imprensa imigrantista, clíticos, variação linguística

Texto completo:

PDF


Direitos autorais



Revista Línguas & Letras

 


e-ISSN: 1981-4755 — ISSN: 1517-7238

Unioeste - Universidade Estadual do Oeste do Paraná
Campus de Cascavel
Programa de Pós-Graduação em Letras 

Rua Universitária, 2069 - Jardim Universitário
Cascavel – Paraná - CEP: 85819-110

| revistalinguaseletras@gmail.com |