O DESPERTAR DO LEITOR EM TERRA SONÂMBULA

Luis Fernando da Rosa Marozo, Michelli Luceiro Teixeira Porto

Resumo


O romance Terra Sonâmbula (1992), do escritor moçambicano Mia Couto, foi publicado precisamente no ano em que termina a guerra civil. O enredo gira em torno da leitura dos cadernos de Kindzu pelo menino Muidinga para o velho Tuahir. Essa leitura torna-se ponto de fuga de uma terra assolada e de uma vida desesperançosa para converter-se em porta de entrada para os sonhos. A narrativa permite o estudo de estratégias compositivas, porém as abordadas aqui promovem a instância do leitor tendo como pressupostos teóricos os estudos de Umberto Eco e de Roland Barthes. O intuito é demonstrar como estes personagens/leitores se manifestam nos planos da obra e buscam na hibridez a proclamação da identidade nacional. Assim, os leitores-empíricos são convidados a despertarem, apostarem, decifrarem enigmas distribuídos por Mia Couto ao longo do romance, numa posição de desautomatização.

Texto Completo: PDF

Sobre o Projeto SABER | Unioeste | IBICT