O TRABALHO COM O GÊNERO PROVÉRBIO EM SALA DE AULA

Helena Maria Ferreira, Mauricéia Silva de Paula Vieira

Resumo


Este trabalho apresenta os resultados de um estudo em que buscamos discutir a utilização do gênero textual provérbio no ensino de língua portuguesa. Para a consecução do objetivo proposto, desenvolvemos uma pesquisa bibliográfica em que se buscou compilar e analisar a conceituação/caracterização dos provérbios, bem como as potencialidades do gênero para a aquisição e/ou para o aperfeiçoamento de habilidades linguístico-discursivas. Assim sendo, foi possível assegurar que o provérbio traz contribuições substanciais ao ensino de língua portuguesa, pois constitui um gênero que comporta várias possibilidades de exploração. Foi possível observar possibilidades metodológicas para o desenvolvimento de atividades didáticas que envolvam questões ligadas à fonologia, à morfologia, ao léxico, à sintaxe e à semântica, além de questões ideológicas e culturais, o que pode tornar as aulas de língua portuguesa mais profícuas e interessantes, as quais propiciarão aos alunos uma análise dos elementos linguísticos utilizados cotidianamente no seu contexto social, assim como a análise de conteúdos ideológicos/culturais presentes  nas expressões proverbiais, ampliando a proficiência linguística e discursiva dos alunos. 

Palavras-chave


provérbios; leitura; oralidade.

Texto completo:

PDF


Direitos autorais



Revista Línguas & Letras

 


e-ISSN: 1981-4755 — ISSN: 1517-7238

Unioeste - Universidade Estadual do Oeste do Paraná
Campus de Cascavel
Programa de Pós-Graduação em Letras 

Rua Universitária, 2069 - Jardim Universitário
Cascavel – Paraná - CEP: 85819-110

| revistalinguaseletras@gmail.com |